Após a morte repentina de seu cão, jovem faz alerta a todos os donos de pets

Christina Young encontrou seu cachorro morto em sua casa. A causa da morte é comum em animais domésticos, logo, ela compartilhou seu alerta em seu Facebook para que sua mensagem seja compartilhada e mais pessoas possam ficar atentas. Confira a mensagem de Chris:

"Uma semana atrás (fevereiro/2018), eu dei um beijo de despedida no meu bebê quando saí do trabalho. Mas não fazia ideia que seria pela última vez. Embora eu ainda não consiga entender o que aconteceu e sinto que temos a obrigação de compartilhar o que aconteceu com Petey para evitar que isso aconteça a qualquer um de seus bebês.

Por isso, pedimos desculpas antecipadamente, sobre as quais é tão difícil escrever sobre isso e tenho certeza de que é tão lamentável ler isso. Na segunda-feira passada, Christian (namorado) chegou em casa do trabalho e, por cerca de 10 min, ficou surpreso quando Petey não o cumprimentou na porta como de costume. Enquanto ele caminhava mais, viu o nosso doce menino deitado sem vida com um saco de batatas fritas na cabeça. Ele foi capaz de tirá-lo do balcão - que nós sempre iremos nos culpar por ter deixado lá. Ele comeu todas as batatas, mas é claro que voltou para as migalhas... como ele tentava procurar por mais batatas dentro da enbalagem, ele inalava o ar e o pacote ia cada vez mais apetando ao redor de sua cabeça... resultando em asfixia ?

Petey era INTELIGENTE então eu não entendi porque ele não conseguia tirá-lo com as patas. Mas depois de pesquisar as estatísticas sobre a frequência com que isso acontece são chocantes. De três a cinco animais de estimação sufocados são reportados todas as semanas e 42% desses sufocamentos acontecem enquanto os donos estão no cômodo ao lado. Leva apenas cerca de 3 minutos para o oxigênio cair para níveis fatais. Com isso acontecendo tantas vezes ficamos tão surpresos com a falta de consciência sobre esse assunto por aí. Especialmente porque eu era uma mãe de cachorro superprotetora. De fato, 90% dos incidentes relatados, o proprietário nunca tinha ouvido falar disso até que aconteceu com eles (nós incluídos). Sacos de bolachas, sacos de cereais, sacos de pão, sacos de pipoca, sacos para cães e gatos... parecem ser os mais comuns. Então, peço apenas que, em homenagem ao meu filho Petey, você seja extremamente cuidadoso, avise os donos de outros cães e dê aos seus bebês um pouco mais de amor hoje e todos os dias depois disso. Eu rezo para que nenhum de vocês nunca tenham que experimentar seu coração quebrando desta maneira."

Chris e seu Petey
Chris e seu Petey
Fonte: Facebook

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Notícias