Homem acolhe cachorros 'indesejados' e acaba abrindo abrigo com 750 deles na Sérvia

Quando adotado, um cachorro pouco se importa se o seu dono reside em uma mansão ou em um barracão, se é religioso ou não, qual a cor da sua pele etc.

Amor, carinho, respeito e cuidados adequados são mais que suficientes para alguém ganhar a confiança de um cachorro. Mas, mesmo assim, muitos deles são jogados nas ruas como se fossem um objeto de descarte.

Felizmente, em meio ao abandono, há pessoas que surgem para mudar a trajetória de vida desses cãezinhos.

Sasha Pesic, um ativista sérvio, decidiu abrir um abrigo de cães em 2008. Ele só não esperava que o local acabasse ficando superlotado tão rápido!

E com “superlotação” queremos dizer 750 cães que lá vivem neste exato momento

Tudo começou em 2008, quando Sasha Pesic estava voltando para sua casa na cidade sérvia de Nis depois de um longo dia, e encontrou quatro filhotes abandonados no caminho.

A cena o comoveu a tal ponto que, mesmo sem condições financeiras, ele começou a pensar em algo para ajudá-los. Essa pequena demonstração de amor, dedicação e solidariedade deu início a algo que o tornou um dos principais defensores dos animais na Sérvia.

Sasha nunca fechou a porta a nenhum dos pobres amigos de quatro patas que precisavam de sua ajuda

Juntamente com 6 voluntários, Sasha abriu um abrigo para fornecer lar e comida a todas as criaturas peludas de quatro patas e mais importante de tudo, sem discriminação.

Tudo isso graças às contribuições e doações que ele recebe de várias partes do mundo. E se isso não bastasse, ele conhece todos os nomes dos animais, os vacina, os esteriliza e até lhes dá um microchip de identificação.

Juntamente com outros voluntários, eles cuidam dos cães e garantem que todos sejam vacinados e esterilizados.

Veja Sasha em ação resgatando cachorros no vídeo abaixo:

Atualmente, o abrigo possui mais de 750 cães, resgatou ao longo do tempo 1.200 e cerca de 400 deles foram adotados por pessoas por todo o mundo.

Pesic é um excelente exemplo para o seu país e para o mundo. Mas como qualquer super-herói… ele tem seus inimigos. E, neste caso, são os proprietários de terras onde o abrigo está localizado que estão solicitando sua saída.

Felizmente, uma petição assinada por milhares de pessoas levou as autoridades a desistir e, embora o assunto não esteja resolvido permanentemente, Pesic agradece que seus cães ainda tenham um lar. O abrigo está superlotado, como o próprio Sasha admite, mas, por enquanto, ele não tem alternativa melhor.

“O problema aqui está no sistema e nas instituições que deveriam cuidar disso”, disse Sasha ao Bored Panda. “Eles estão corrompidos e causam ainda mais danos, em vez de realmente ajudar a situação.”

“O outro problema está na irresponsabilidade dos donos que não castram seus cães e os deixam do lado de fora quando não os querem mais. Os motivos variam de ‘eu tenho um bebê e não posso cuidar do cachorro’ a ‘não preciso mais dele’.”

“Há confusão e descuido em relação aos animais por aqui que causam muitos problemas desse tipo.”

“Eu recebo zero assistência do governo e alguns veterinários estão me cobrando mais do que os preços normais porque acham que tenho muito dinheiro com doações. Estou sozinho e cubro os tratamentos veterinários e tudo o que é necessário com as doações e dinheiro do meu próprio bolso.”

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: Bored Panda

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários