Filhote de cachorro nasce com cinco patas e possui um jeito encantador de lidar com a diferença

A condição física parece não atrapalhar em nada a vida da pequena Gema que vive alegremente e cheia de amor para dar

Uma cadelinha dinamarquesa se destaca por alguns motivos, dentre eles, ter nascido com cinco patas.

A família que deu um lar temporário para Gema, ficou preocupada com a condição dela e sem saber como a cuidar, acabou a levando até o instituto Stray Rescue of St. Louis para receber a atenção e os cuidados apropriados para sua condição genética.

Foto: Natalie Thomson
Foto: Natalie Thomson

"Eles nos ajudam a cuidar dela, para que possamos dar a ela uma chance de lutar", disse Natalie Thomson, diretora de marketing da Stray Rescue de St. Louis. Gema foi recebida com muito amor e logo todos queriam estar perto dela.

Foto: Natalie Thomson
Foto: Natalie Thomson

As pernas traseiras de Gema são completamente normais e uma das pernas da frente é mais curta e a outra perna da frente tem duas patas.

Como contam os profissionais do local, Gema se porta como um canguru ficando de pé, mas ela não faz ideia que é diferente e age normalmente em tudo.

Foto: Natalie Thomson
Foto: Natalie Thomson

A cadelinha especial está sob análise se vai precisar passar por cirurgia, mas enquanto isso ela está em um lar temporário e futuramente, estará apta para adoção.

Foto: Natalie Thomson
Foto: Natalie Thomson

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários