Fotógrafo capta os últimos momentos emocionantes entre animais de estimação e seus donos

O professor-assistente da Universidade do Colorado (EUA), Ross Taylor, trabalha como fotojornalista há mais de 20 anos nas horas vagas.

Nas últimas duas décadas, as fotografias do professor capturaram com destreza a insensível realidade de famílias que passaram por eventos traumáticos.

“A minha esperança é que esse trabalho documental ajude a desenvolver a empatia em relação aos outros, fornecendo mais informações sobre as condições que algumas pessoas compartilham”, diz Ross ao portal BuzzFeed News.

Ao começar a produzir sua mais rece foto-série denominada “Last Moments” (Últimos Momentos, em tradução livre), o fotógrafo concentra sua lente em um trauma que uma grande de nós já tivemos ou vamos ter em algum momento de nossas vidas - a perda de um animal de estimação que muitos amamos.

Com autorização prévia e a devida autorização de veterinários autorizados, Ross teve acesso integral à rotina de dezenas de famílias para capturar os tocantes e dramáticos últimos momentos entre os donos e seus queridos bichinhos de estimação.

As emocionantes imagens capturadas, ao final, são uma sincera e, sobretudo, respeitosa representação dos laços de amizade e de lealdade entre os seres humanos e seus companheiros animais.

“O foco do Last Moments, em parte, é ajudar aqueles que passam por este processo a saber que não estão sozinhos, e que sua dor não deve ser negligenciada, nem minimizada pelos outros. É real e doloroso,” diz Ross.

O fotógrafo diz que, apesar de toda a dor e tristeza sentidas durante o trabalho fotográfico, este foi um dos trabalhos mais incríveis que já fizera em toda a sua vida, ajudando-o a enxergar e admirar o trabalho de todos os veterinários. A maneira na qual estes profissionais lidam com a morte e a dor alheia é bastante relevante e ademais, humana.

As famílias fotografadas abaixo autorizaram previamente Ross a fazer seu trabalho. Ele afirma que a tristeza dessas pessoas é tão profunda que, naquele fatídico momento, elas ignoram completamente a câmera e começam a chorar e soluçar bastante, ao passo que demonstram profunda gratidão pela equipe veterinária ter dado o seu melhor, fazendo de tudo para aliviar a dor de seus cachorrinhos e gatinhos.

“Há uma imagem particular de uma mulher que está angustiada e grita em voz alta a perda seu cachorro, apenas momentos depois que percebeu que ele havia morrido. Essa senhora passa a mão carinhosamente no rosto de seu cãozinho, enquanto seu marido e o veterinário, Dr. Dani McVety, estendem a mão para consolá-la. Foi um dos primeiros casos que presenciei e teve um impacto profundo em mim. Foi nesse momento que percebi a importância de documentar a intensidade do vínculo,” diz Ross.

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Mais de Gabriel Pietro

Comentários

Mais em Notícias