Holanda vira primeiro país sem cachorros abandonados

Há uma sensação generalizada de que existem mais animais abandonados nas ruas das cidades do que nunca.

Segundo uma pesquisa conjunta realizada por ONGs de defesa dos animais, há mais de 600 milhões de cachorros abandonados em todo o planeta. Apenas cachorros.

O número é alarmante, e é lamentável que tantas nações mundo afora não apliquem quaisquer medidas para retardar e reverter um número tão grande de animais à mercê da sorte.

Mas há esperança: a Holanda, uma das nações mais desenvolvidas e pacíficas do mundo, por exemplo, foi reconhecida recentemente como o primeiro país do mundo a não ter animais abandonados - seja nas ruas das grandes cidades, seja no interior.

Não há também denúncias de sacrifício animal ou apreensão destes em canis e abrigos do governo.

Ou seja, um verdadeiro paraíso não só para seus cidadãos humanos, mas para a população canina, que agradece!

Tal conquista se deve à um plano governamental firmado entre os poderes que se baseia em quatro pilares: legislação rígida contra aqueles que abandonam cachorros, alta tarifação para quem deseja comprar cachorros de raça, elevadas multas, na casa dos milhares de euros, contra aqueles que abusam ou maltratam os animais e campanhas de conscientização e castração para controle de natalidade.

Assim, a Holanda conseguiu, de forma eficiente, evitar a reprodução descontrolada de animais abandonados, ao passo de que arranjou novos donos para eles.

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Mais de Gabriel Pietro

Comentários

Mais em Notícias