Cachorro de abrigo fica eufórico ao descobrir que ganhou um novo lar

Covardemente abandonado por seu dono, Jake, um Border Collie de 5 anos, passou vários meses sendo transferido de abrigo em abrigo até encontrar uma nova família que o adotasse.

Inicialmente com uma casa e vários amigos cães, Jake foi deixado à mercê das ruas. Triste e desamparado, foi resgatado por voluntários de um abrigo.

Segundo um voluntário da instituição que descobriu a identidade do ex-dono de Jake, ele alegou estar “velho demais e sem tempo” para cuidar do Border Collie.

Esta raça de cães é notavelmente conhecida por sua inteligência e hiperatividade - eles precisam de estímulo constante e amplo espaço para brincar, vivendo assim com qualidade de vida.

Infelizmente, espaço e estímulo eram coisas que Jake não tinha no abrigo, já que o ambiente do local está sempre lotado de cachorros resgatados.

Percebendo que o hiperativo cãozinho precisava de espaço para viver, e que permanecendo ali rapidamente poderia entrar em depressão, os voluntários do abrigo entraram em contato com a ONG Rescue Dogs Rock, de Nova York, responsável por resgatarem cães em situações de abandono e de risco, e eficientes na busca por novos lares para eles.

Após o contato, Jake foi transferido do canil para um consultório veterinário, sendo obrigado a ficar num lugar menor ainda: uma gaiola. Submetido a exames médicos e quarentena, foi atestado que o cachorro estava plenamente saudável.

Transferido uma terceira vez, Jake foi para Nova York, onde os voluntários tinham esperança de que ele seria rapidamente adotado, o que não aconteceu.

Sem espaço no abrigo da ONG na metrópole norte-americana, o Border Collie foi transferido para um canil no distante estado do Texas.

Sensibilizada com o vai-e-vém de Jake, a co-fundadora da Rescue Dogs Rock, Stacey Silverstein resolveu apelar às redes sociais para encontrar uma família para o cãozinho.

Funcionou: dezenas de pessoas demonstraram interesse e ofereceram um lar definitivo para Jake.

Após entrevistar algumas famílias, Stacey cedeu a guarda do cachorro à uma família anônima de Nova York, garantindo que seus novos donos não o abandonariam jamais; pelo contrário, iriam prover-lhe amor e carinho em seu novo lar.

Stacey disse que o olhar triste e melancólico de Jake deu lugar a um sorriso e um contentamento que não via no cachorro há muito tempo.

Finalmente, após um ano de idas e vindas, Jake têm um grande jardim para correr e se divertir, um amigo canino para dormir ao seu lado e, talvez, o que mais importa: uma família que o ama.

Compartilhe o post com seus amigos!

Comentários