Logomarca Amo meu PET

Cães insistem em acompanhar tutor dentro da ambulância a caminho do hospital

“Se isso não é amor, não sei o que é”.

Por
em Aqueça o coração

No dia 1º de novembro, paramédicos da cidade de Bauru, no interior de São Paulo, foram chamados para ajudar um homem adoecido.

Ao chegarem, encontraram o homem caído no chão, aparentemente com convulsão.

Mas ao chegar no local para prestar o socorro, perceberam que o homem não estava sozinho. Junto estavam seus dois cachorros, Bob e Chiara, os quais não tinham a mínima intenção de sair de perto do tutor.

No momento em que o homem foi colocado na maca e instalado na ambulância para sua segurança, os dois cães decidiram que deveriam fazer o mesmo e pularam para dentro.

Os paramédicos então informaram que teriam acompanhantes para ir ao hospital.

“Preocupada com a vida do paciente e dos cães [se tivessem ficado sozinhos] a equipe decidiu não separar os amigos”, ressaltou Patrícia Iolanda, supervisora ​​dos paramédicos, em um post do Facebook.

Ao chegar para atendimento, o paciente precisou ficar internado, enquanto seus fiéis companheiros aguardaram pacientemente do lado de fora da instituição de saúde.

Mas, por fim, uma boa notícia chegou no dia seguinte. O homem recebeu alta após se recuperar do incidente e pode sair do hospital acompanhado de seus cães.

Todos os dias, os paramédicos lidam com situações onde pessoas se encontram entre a vida e a morte. A lição neste caso, era mais uma questão de coração, lealdade e amizade.

“Se isso não é amor”, escreveu Iolanda, “não sei o que é”, enfatizou Patrícia.

Quem tem amigos assim tem tudo! Que benção.

Novidade: começou no Youtube o nosso novo quadro: o Jornalzinho Amo Meu Pet

As histórias e notícias mais fofas da semana, com o Pépe Bonner

Estudante de jornalismo na Universidade de Passo Fundo (UPF). Gosta de livros, animais e é vegetariana.