Esse cão só consegue dormir se ficar com seu cobertorzinho ou um brinquedo

Quando Bentley chegou pela primeira vez em sua nova casa, ele tinha dois bens valiosos: um cachorro de pelúcia e um cobertor bronzeado.

Esses dois itens carregavam o cheiro da mãe e dos irmãos - mas mesmo depois do cheiro passar, continuava precioso para o filhote. Quando chegava a hora de relaxar e ir para a cama, Bentley pegava um desses dois itens e saía feliz.

Agora, com quase 2 anos de idade, a obsessão de Bentley por seu cobertor evoluiu para um adorável ritual noturno.

"Acho adorável e peculiar que ele traga coisas com ele para que não nos importemos", disse Kelly Madsen, a mãe de Bentley, ao site The Dodo. "Na verdade, nós esperamos isso."

Embora não seja necessariamente confortável para os pais terem os itens extras na cama, pelo menos o bom menino não faz bagunça. "Ele também costuma levar o item de volta pelas escadas pela manhã", observou Madsen.

O cobertor e o cachorro de pelúcia de Bentley agora estão rasgados com a idade, então o filhote começou a procurar por companheiros de cama. Ele agora traz qualquer item que ele está mais enamorado no momento.

Cada fase durará cerca de uma semana e, em seguida, o filhote estará em busca de um novo parceiro de cama.

Fonte: The Dodo

Nathália Sant'Ana

23 anos redatora freelance. Premiada em 2015 na faculdade com o melhor planejamento de mídia e 2016 com o melhor TCC da sala, os projetos de redação vieram com o tempo. Passou pelos site "Bolsa de Viagem", "Transportal Turismo", "Portal Marketing" entre outros sendo redatora web. Amante de filmes e séries, feminista e militante,  escuta um bom rock clássico nas horas vagas enquanto escreve crônicas e textos para o blog "Entre Linhas". A procura do sucesso!

Comentários