Logomarca Amo meu PET

Cadela surpreende tutores ao adotar filhotes de porcos no interior de São Paulo

Os filhotes Dumbo e Tatá não conseguiram ser amamentados pela mãe.

Por
em Comportamento

Uma situação inusitada virou notícia em uma área rural de Cachoeirinha, em Barretos, São Paulo, após tutores de uma cadela chamada Jade, adotar dois filhotes de porco que não estavam amamentando na porca. A cadela de 10 anos teve uma gravidez psicológica, acolhendo os bebês. 

Os porquinhos batizados por Dumbo e Tatá, são dois de 13 filhotes, nascidos no dia 19 de fevereiro. A mãe porca não conseguiu amamentar todos, devido à quantidade de mamas. Outros dois bebês faleceram, por não receberem alimentação adequada. Essa fatalidade só não foi prolongada porque Jade decidiu adotar dois recém nascidos. 

"A cachorrinha deu o exemplo, mesmo não sendo da raça [espécie] dela, ela acolheu com amor", afirmou o sitiante Célio Ferreira Macedo, responsável pelos bichos, ao G1.

 

Apesar de ser uma situação fofa, devido às circunstâncias, esse comportamento de criar uma espécie diferente não deve ser incentivada. De acordo com a veterinária Maria Ângela Panelli Marchió, os leitões precisam encerrar o ciclo de amamentação, embora o leite não seja como o da porca, os cães podem receber proteínas o suficiente para se desenvolver. 

"Ela vai pensar que eles são os filhotes dela, vai cuidar como se fossem filhotes dela e os filhotes vão receber um imprinting [aprendizado rápido, em tradução livre] da cadela, ou seja, vão imaginar que ela é a mãe deles", explicou a médica.

A castração em fêmeas é essencial para evitar pseudociese, conhecida como gravidez psicológica. 

Você sabia sobre esse fenômeno hormonal? Castrar é um ato de amor!

Veja também este vídeo do nosso canal:

Histórias que provam que ter mais pets é melhor do que ter só um

Estudante de jornalismo na Universidade de Passo Fundo (UPF). Gosta de livros, animais e é vegetariana.