Logomarca Amo meu PET

Amizade: Cachorro é visto protegendo papagaio de ataque de gato; vídeo

Por
em Mundo Animal

O internauta Cristiano Moura compartilhou em sua rede social no último domingo, 14, uma cena apreensiva. A história só teve um final feliz porque o cão entrou em ação. Os protagonistas do enredo foram: um cão, um gato e um papagaio. O gato ameaçou atacar a ave. O plano só não foi adiante porque o cão protegeu o animal.

No vídeo, é possível ver o trio na porta de entrada da casa. O gato de pelagem branca está em posição de ataque.

Já o cão, de pelagem amarronzada, observa os movimentos do felino — sem desgrudar os olhos, ele acompanha cada passada do gato

E o pobre do papagaio fica na retaguarda e, quando sente o perigo se aproximado, dá alguns passos para trás.

Quem filma diz: "se o gato pegar o louro, o cachorro pega o gato". Os internautas, preocupados, alertaram o homem de que essa situação é perigosa, pois um dia o gato poderá atacar a ave.

Contudo, ele afirmou: "eles não moram juntos, o louro é da minha irmã e o cão é do meu irmão. Moram em casas diferentes". Bom, ficou o alerta.

"Isso é proteção", diz o homem no vídeo, referindo-se a atitude do cão. Em seguida imagiou o que se passa na cabeça do mascote: "eu não lhe pego, mas você não pode pegar o meu amigo".

Segundo o site Purina, fabricante de alimentos de cães e gatos, antigamente os gatos caçavam para sobreviverem. Mas hoje em dia a caça é mais diversão e entretenimento.

A mera visão e som da presa aciona o instinto de caça do gato, que está conectado em seu cérebro. Simplesmente, o gato é impotente para resistir ao bater das asas de um pássaro ou aos pés de um pequeno rato.

Geralmente, os gatos tendem a usar três estratégias diferentes para caçar suas presas, são as seguintes: emboscada, perseguir, atacar e pescaria. O gatinho do vídeo usou a primeira. Onde o gato fica agachado e focando atentamente a sua presa.

Ele espera pacientemente em algum lugar onde não possa ser visto, então salta e reivindica a sua presa no momento perfeito. Por sorte o louro do vídeo escapou porque o cão estava por perto, intimidando o felino.

A publicação recebeu mais de 357 mil visualizações, 22 mil reações e dezenas de comentários, que além de alertar o autor do vídeo sobre o perigo. Outros deram risada da situação.

"O cachorro: 'no meu irmão de pena você não encosta'", brincou uma.
"O gato: 'pow, cachorildo, eu só queria fazer amizade com jubiloro'", imaginou outro.
"Gato: 'tá atrapalhando meu jantar, Pluto. Cachorro: 'tu não vai comer o Zé Carioca, não, Frajola'", comentou um terceiro.
"O mais forte defende o mais fraco", escreveu outro usuário.

Confira:

Assista também:

O cachorro que VIROU BABÁ de gatinhos e mais notícias no Jornalzinho Amo Meu Pet