Estudante se torna ‘mamãe’ de um burrinho que só precisava de carinho

Fonte: The Dodo

A estudante estadunidense Payton Dnkworth certamente nunca imaginou que adotaria um filhote de burro na sua vida – mas este é um papel que ela tem abraçado com todo o seu coração.

Seu gesto de bondade tem mudado sua vida.

Há duas semanas, Payton, uma estudante do ensino médio do estado do Texas, nos EUA, recebeu a ligação de um amigo que mora em um rancho de cavalos. Enquanto ele estava em um passeio, ele encontrou um burro faminto que aparentemente fora abandonado por sua mãe.

Incapaz de cuidar do filhote, o amigo de Payton procurou por sua ajuda.

“Ele perguntou se eu poderia cuidar do burrinho”, disse ela ao portal The Dodo. “Ele não estava com boa saúde e estava muito enfraquecido, mas eu, como amante dos animais, não poderia deixá-lo morrer.”

E assim Payton conheceu Jack.

A primeira noite em sua nova casa foi bastante difícil para o animal. Payton ficou acordada a noite toda para aconchegar Jack e acalmá-lo. Aos poucos, deu-lhe comida, a qual ele estava há um tempo sem.

Logo, um forte elo entre os dois começou a se forjar.

Jack encontrou seu lugar.

“Esta foi a primeira vez que cuidei de um burro”, disse Payton.

Mas a cada dia que Jack ficava mais forte, ela provava-se ser uma mãe completa.

“Jack é bem dependente de mim… Dou uma mamadeira de leite pra ele a cada duas horas. Alimentá-lo é muito divertido, me deixa feliz.”

Após algumas semanas sendo amamentado, o burrinho recuperou sua saúde e voltou a engordar.

Amado por sua mãe e plenamente recuperado da desnutrição, Jack voltou a ter entusiamo pela vida.

Por mais improvável que isso possa ter parecido a princípio, Jack é agora um membro pleno da família de Payton.

Amado por sua mãe e plenamente recuperado da desnutrição, Jack voltou a ter entusiamo pela vida.

Por mais improvável que isso possa ter parecido a princípio, Jack é agora um membro pleno da família de Payton.

Mas não só Payton mudou o destino de Jack, ele está ajudando a mudar o dela também.

Até recentemente, sua mãe não tinha certeza sobre o campo de estudo que gostaria de seguir depois de se formar no ensino médio. Agora, como resultado de sua experiência salvando a vida de um filhote de burro, ela gostaria de trabalhar ajudando os animais a dar à luz uma nova vida.

“Jack realmente me inspirou a entrar nessa empreitada”, diz. “Ver o quão longe ele chegou – de mal ter forças para se alimentar até o que ele é hoje, saudável e em plenas capacidades me deixa muito orgulhosa.”

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários