Após perder seus cães para doença, desenhista cria ilustrações deles para lidar com o luto

O artista vietnamita “Dango Dango Art” (nome real desconhecido) resolveu ilustrar as histórias dos seus cachorrinhos como uma forma de terapia para lidar com o falecimento deles.

“Eu adotei dois cachorrinhos de rua com a ajuda do meu irmão e de sua namorada, que serviram como ‘co-pais’; foi uma grande responsabilidade, mas nos apaixonamos por eles completamente,” diz o artista.

Infelizmente uma doença chamada vírus da esgana canina, caracterizado por uma infecção sistêmica, com especial incidência no sistema gastrointestinal, sistema respiratório e sistema nervoso, levou os dois mais cedo que se previa.

Por falta de conhecimento e dinheiro, o homem que resgatou os cachorrinhos não os levou ao veterinário para vacinação, o que fez o bando inteiro (9 cães adultos e 6 filhotes) fossem infectados ao chegarem no abrigo – o vírus é fatal em boa parte dos casos: um cão adulto tem 60% de chance de sobreviver, mas um filhote tem apenas 10%

“Eles [o abrigo] nos deram dois filhotes sem saber que estavam infectados. Mesmo assim, logo descobrimos os sintomas e os levamos para a clínica veterinária… porém era tarde demais,” conta Dango.

A sociedade vietnamita carece de leis de controle e regulação sobre animais de estimação e controle de doenças, de modo que muitos cães em situação de rua circulam doentes pelas ruas.

Entidades não-governamentais têm se unido para pressionar por leis mais abrangentes e rígidas, além de buscar mais eficiência no resgate de animais, muitas vezes espontâneo e desorganizado.

Fonte: >Bored PandaConfira as ilustrações de Dango Dango Art:

“Vocês dois foram abandonados, porém muito jovens para entender o que isso significa.

Ambos foram adotados, ainda muito jovens mas vocês sabiam que ficariam seguros.

Ambos completamente indisciplinados…”

“Mas vocês eram jovens, nós poderíamos aprender uns com os outros.

Mas Deus, porque a vida é tão injusta?”

Tudo aconteceu tão rápido…

…e vocês ainda eram muito jovens pra ter força para lutar contra [a doença].

Eu desejava vê-los crescerem, mas não pude.

Eu pensei que poderia salvá-los, mas não pude.

Sinto muito…

Por favor sejam felizes e permaneçam saudáveis em suas próximas vidas.

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários