Logomarca Amo meu PET

Cão paraplégico abandonado na chuva junto a sua cadeira de rodas é resgatado

“A questão do abandono com a cadeira de rodas deixa evidente que o animal tinha um acompanhamento veterinário, cuidado e família"

Por
em Notícias

Na terça-feira (03/01), um cão paraplégico foi encontrado abandonado em meio a chuva na cidade de Guarujá, litoral de São Paulo, junto a sua cadeira de rodas.

Conforme esclareceu Gabriel Paixão, de 26 anos, presidente da ONG Cia de São Francisco ao portal de notícias G1, o animal estava molhado, sujo de fezes e enrolado em um pano.

Gabriel ainda detalhou que a vice-presidente da ONG, Silmara García, encontrou o canino no bairro Enseada. O presidente, então, pediu para que ela o tirasse da chuva e levasse para uma clínica veterinária.

As marcas e lesões do canino constataram que ele já é paraplégico há algum tempo. 

Apesar de estar aparentemente bem, foram realizados diversos outros exames para saber se Rubinho possui doenças secundárias, além da confirmação de maus-tratos.

Gabriel explicou que o nome Rubinho foi em homenagem ao conhecido piloto de fórmula 1, Rubens Barrichello. 

“Com a cadeirinha de rodas, assim que estiver 100%, já estamos imaginando ele correndo pela ONG”, disse.

Na entrevista, o presidente da ONG afirmou haver um padrão nos casos de abandono: cães idosos, filhotes ou cadelas em cio, sendo esta a primeira vez que se depara com um cão paraplégico abandonado.

No entanto, o que mais deixou o presidente indignado foi o fato de Rubinho estar junto a seu equipamento.

“A questão do abandono com a cadeira de rodas deixa evidente que o animal tinha um acompanhamento veterinário, cuidado e família", detalha. 
"Isso traz um sentimento de impotência, ficamos sem respaldo, e cada vez mais enxugando o gelo, o que torna o resgate de animais mais difícil”, acrescenta.

Um boletim de ocorrência foi registrado pela ONG, a qual espera que o culpado pelo abandono receba sua devida punição.

Gabriel frisa que assim que o canino estiver recuperado, ele estará apto para adoção, enquanto isso ficará na instituição recebendo os cuidados e amor dos funcionários.

“As pessoas não têm consciência do que é uma posse responsável. Mas, vamos lutar por esse cachorrinho, para que a pessoa que fez isso seja responsável pelo o crime que cometeu. Abandono e maus-tratos é crime”, finalizou.

Cuidados com um cão paraplégico 

Cães paraplégicos necessitam de cuidados especiais e atenção redobrada de seus tutores, pensando nisso, o site Patas da Casa separou quatro cuidados importantes para se ter com esses animais.

1) Cadeira de rodas para cachorro pode melhorar a qualidade de vida do pet

A cadeira de rodas resulta em uma maior autonomia do canino, no entanto, vale lembrar que o animal não deve passar o dia todo com a cadeira, o recomendado é ficar no máximo duas horas com o acessório, sendo sempre supervisionado.

2) A cadeirinha para cachorro paraplégico nem sempre é recomendada

Se o caso do canino não for grave e houver chances dele voltar a andar, a cadeira de rodas não é indicada porque pode dificultar o retorno da locomoção.

3) Higiene do cachorro precisa de atenção especial

Normalmente os cães paralíticos têm maiores dificuldades para fazer suas necessidades, logo precisam de uma mãozinha dos tutores.

4) Adaptar a casa é um cuidado importante

Caso o tutor more em um lugar que possui mais de um andar ou contém áreas “restritas” para o animal, é importante insalar um portão para cachorro nesses lugares.

Veja também este vídeo do nosso apresentador Pépe Bonner:

Cão salsicha tenta incriminar vizinha e mais notícias no 1º Jornalzinho Amo Meu Pet de 2023