Cachorra que perdeu seus filhotes é a melhor mãe para seus novos "bebês"

"Eu nunca a vi ter algum afeto por qualquer outro brinquedo, então é incrível o quanto essas pequenas coisas significam para ela"

Uma pug chamada Fergie passou os primeiros sete anos de sua vida em uma fábrica de filhotes, presa em uma pequena gaiola, produzindo ninhada depois de ninhada de filhotes, apenas para tê-los tirados dela imediatamente. Durante esses sete anos, ela perdeu um olho, ficou cega e surda, desenvolveu pés deformados, artrite terrível e muitos outros problemas de saúde - mas, de alguma forma, ela nunca perdeu a esperança e permaneceu a catiora mais doce durante todo o tempo.


Quando Fergie não conseguiu mais dar à luz a mais filhotes, ela foi abandonada e acolhida pela West Suburban Humane Society em Downers Grove, Illinois. EUA. A pobre cachorrinha estava tão fechada quando ela chegou ao abrigo, tudo o que ela podia fazer era sentar na parte de trás do canil e tremer. Ela se recusou a comer ou fazer muito de qualquer coisa, e assim o abrigo encontrou um lar adotivo para ela, esperando que ter uma casa quieta a ajudasse a relaxar e sair de seu casulo um pouquinho.

"Ela mudou no minuto em que entrou na porta", Jenny, mãe adotiva de Fergie, disse ao The Dodo. "Na primeira noite ela estava com medo, mas na manhã seguinte ela estava completamente diferente."


Quando Fergie percebeu que estava finalmente segura, começou a prosperar em seu lar adotivo, unindo-se rapidamente aos seus irmãos adotivos de buldogue. Ela adorava mandá-los e estar sempre ao lado deles, e logo se tornou muito protetora deles. Ela também reivindicou três brinquedos assim que chegou em seu lar adotivo, e se recusou a brincar com qualquer outro brinquedo. Os três brinquedos se tornaram seus bebês - bebês que finalmente não seriam tirados dela antes que ela estivesse pronta.

"Ela era uma ótima mãe, mesmo com seus bebês falsos", disse Jenny. “Sempre ficava de olho neles e fazia com que eles sempre estivessem por perto dela. Por ser a menor, ela era muito protetora sobre [seus irmãos adotivos] Georgia e Lincoln. Ela se certificou de que eles estivessem sempre seguros. Se alguém batesse na porta, ela estava primeiro na frente deles.

Sua família adotiva começou a chamá-la de Fergie Mama, porque ela era uma mãe a vida inteira, e era tão protetora e amorosa com todos e com tudo ao seu redor.

Quando finalmente chegou a hora de Fergie procurar sua casa para sempre, a West Suburban Humane Society começou a postar sobre ela no Facebook. Centenas de pessoas gostaram e comentaram sobre seus posts - mas apenas uma disse que iria levá-la para casa.

"Eu vi a foto dela em um anúncio de resgate e para mim ela era a maravilha de um olho só que eu não podia me recusar a adotar", disse Elissa Bulgatz, mãe de Fergie, ao The Dodo. “Eu me apaixonei por ela no segundo em que fui visitá-la. Ainda é uma loucura para mim que ninguém queria dar uma chance a ela além de mim; É como se fosse para ser.


Assim que Bulgatz viu a foto de Fergie, ela sabia que tinha que adotá-la. A família adotiva de Fergie contou a ela tudo sobre seu passado triste e como ela esteve no abrigo quando foi resgatada pela primeira vez. Bulgatz estava preocupada que Fergie poderia se fechar novamente depois de deixar seu lar adotivo.

"Eu estava tão curiosa para ver como Fergie reagiria quando eu a trouxesse para casa", disse Bulgatz. “Ela agiria como ela fez no abrigo? Sua personalidade mudaria? Quando eu a adotei, ela sabia. Ela encontrou uma família, ela estava em casa.

Desde o momento em que Fergie chegou em sua casa para sempre, quatro anos atrás, ela estava absolutamente feliz de estar lá. Apesar de todos os seus problemas de saúde, ela é sempre a mais feliz pug ao redor, e está tão animada para conhecer cada pessoa que cruza seu caminho. Suas atividades favoritas incluem seguir a mãe dela por toda parte e dormir o dia todo - e, claro, cuidar de seus bebês de brinquedo, que ela trouxe com ela da casa adotiva e ainda tem até hoje.


Escrito por CAITLIN JILL ANDERS

Publicado em 18/04/2018
Traduzido de thedodo.com

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Aqueça o coração