Gato 'ganha na Justiça' o direito de circular por galeria de Copacabana (RJ)

O dono de um gato ganhou na Justiça o direito de soltar o bichano por uma galeria comercial em Copacabana, na Zona Sul do Rio, após ter sido proibido de andar sem coleira pelo local.

Adotado pelo lojista fluminense Pedro Duarte Correia, Rubinho andava há anos sem coleira pelos corredores do espaço.

Há cerca de cinco meses, a administração da galeria determinou que os animais fossem proibidos de andar, sob o risco de penalidade no caso de descumprimento.

"Eu fiquei muito deprimido. O gato não poder andar?", contou Pedro.

Pedro recorreu aos tribunais, e a magistrada Márcia Correia Hollanda, da 47ª Vara Cível do Rio, confirmou, em sentença divulgada nesta quinta (19), que o gato poderia continuar andando normalmente pelo local.

"Aqui na galeria conseguimos 15 mil nomes em um abaixo-assinado", lembrou Pedro. "Um casal de advogados se interessou pela causa e entrou na Justiça", emendou.

"Tem gente que vem aqui todo dia para ver o Rubinho", destacou.

Desde setembro do ano passado, o dono do gato já tinha obtido na Justiça, através de tutela de urgência, o direito do gato ir e vir pelos corredores da galeria.

Fonte: >G1

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários