Loja italiana acolhe e protege cães em situação de rua contra o frio

A loja é a Ikea, uma rede bastante conhecida na Europa, especializada em móveis e decorações. O magazine instalado na Catânia, na região da Sicília, decidiu proteger os cães de rua neste inverno, utilizando-os como elementos de decoração das suas vitrines.

Catânia não é uma cidade muito fria, para os padrões de Europa. Neste final de primavera, a temperatura durante o dia fica em torno dos 18ºC e, à noite, cai para cerca de 12ºC. Mesmo assim, é bastante fria para os cães vira-latas que perambulam pelas ruas, procurando abrigo e alimento.

A proteção

Diversos clientes da Ikea registraram a presença dos cães de rua nas vitrines da loja e foram muitas publicações nas redes sociais. Os funcionários decidiram ir além das vendas a abrigar os animais, para protegê-los do frio, que deve aumentar nos próximos meses, com a chegada do inverno.

Os animais se alimentam e dormem junto aos tapetes e móveis. As vitrines da Ikea estão atraindo a atenção dos consumidores e as vendas já registraram um aumento considerável. Martine Taccia descobriu a nova atração em sua viagem pela Itália. Vídeos e fotos foram postados nas redes sociais pela filha da turista.

Os cachorros de ruas estão dormindo confortavelmente nas vitrines, graças a este gesto generoso. Sem esta iniciativa, muitos destes animais teriam morrido nas madrugadas e chuvosas de Catânia. E a Ikea conseguiu projeção favorável de graça com a boa ação. As imagens já receberam mais de um milhão de visualizações.

De acordo com a turista, “a primeira reação foi de pura surpresa”. Taccia, impressionada com a fato incomum, disse depois que a loja havia decidido abrir as suas portas para os animais de rua, para lhes dar refúgio e conforto.

As vitrines enfeitadas com cães foram parar em diversos sites. Taccia compartilhou a novidade no The Dodo, que está sediado em Nova York (EUA). Este site é especializado em bem-estar animal, trazendo muitas novidades sobre o mundo dos pets.

Os cães recebem alimento e agrados diários dos vendedores e dos clientes da Ikea. Alguns animais chegaram a ser adotados por consumidores, impressionados com a atitude da equipe da loja, e conseguiram uma nova família para servir e proteger.

A Ikea não está explorando comercialmente o recolhimento dos cães de rua. A iniciativa não foi divulgada em anúncios comerciais, nem no site da loja. Os clientes, no entanto, estão fazendo “propaganda gratuita”.

Outro cliente, Beppe Liotta, também se empolgou com a nova prática. Ele é um dos consumidores que postaram fotos nas redes sociais. Nas palavras de Liotta, “tive uma sensação de profunda ternura e grande felicidade ao ver cães no espaço de exposição na entrada da loja”. Uma rápida pesquisa nas redes sociais mostra que muitos outros italianos e turistas aprovaram a iniciativa.

Fonte: E-mais Estadão

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários