Homem é 'flagrado' por câmera dançando e brincando com cachorro de rua

Nas primeiras horas da manhã do último sábado (19), Metin Can Şener estava caminhando em direção a sua casa por uma rua na Turquia quando uma figura emergiu da escuridão à sua frente.

Era apenas um cãozinho querendo brincar.

Şener havia o visto antes, mas aparentemente apenas durante o dia; ele costuma frequentar a cafeteria local do rapaz, onde ocorreu esse encontro aleatório às 2h51 da manhã.

“Ele aparece nessa rua o tempo todo”, disse Şener ao The Dodo. “Eu sempre o vejo na cafeteria.”

Naquela madrugada, em particular, Şener o cachorro se familiarizaram da melhor maneira. Como se estivessem compelidos pelo espírito alegre de verem um rosto familiar naquela rua vazia, os dois reagiram da maneira mais doce possível: “Começamos a dançar”, disse Şener.

Aqui está o vídeo desse momento adorável:

Şener e o cachorro, por um momento, viraram amigos.

“Queria adotá-lo… Eu já tenho quatro cachorros, então não pude levá-lo para casa.”

Felizmente, apesar de aparentemente viver como um vira-lata, o cão parece estar bem alimentado – talvez por ser próximo de algumas pessoas da região. O encontro aleatório deles naquele dia em particular certamente teve esse efeito em Şener.

Nem Şener nem o cachorro sabiam na época que seu encontro emocionante havia sido filmado. O dono do café evidentemente revisou as imagens de segurança e as compartilhou com Şener no dia seguinte.

E desde a publicação foi colocada online, a cena feliz se tornou viral.

“Fiquei surpreso ao ver que havia sido capturada pelas câmeras. Achei muito divertido”, disse Şener. “Eu sempre gosto de dançar assim com animais. Eu amo os animais ainda mais do que as pessoas.”

Fonte: The Dodo

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários