Cão espertinho tenta comprar biscoitos 'pagando' com folhas após observar estudantes

Normalmente, um cão pede guloseimas, mas este cachorrinho paga pelo dele!

Desde 2014, o simpático Negro (Preto, em espanhol) vigia e brinca com os alunos do Instituto de Educação Técnica Diversificada de Monterrey, na Colômbia, onde mora.

Ele é recompensado em troca pelos professores da escola. Nada lhe falta: há comida e água em abundância, além de uma caminha confortável para dormir todos os dias.

Não se sabe porque, mas Negro acredita que sua comida deve ser paga! Ao observar os estudantes comprando alimentos na cantina da escola, entre eles, biscoitos suculentos, o cachorrinho decidiu fazer o mesmo.

Mas o que poderia simular as cédulas de dinheiro dos seus amigos humanos? Folhas verdes recém-caídas das árvores, é claro!

“Ele ia à loja e observava as crianças darem dinheiro e receberem algo em troca”, disse a professora Angela Garcia Bernal ao portal The Dodo. “Então, um dia, espontaneamente, ele apareceu com uma folha na boca, abanando o rabo e deixando saber que queria um biscoito.”

Negro inventou sua própria moeda, que, é claro, foi aceita.

Ele pegou um biscoito – e a partir daí, nascia uma tradição! Ele sempre passa na cantina com uma folhinha verde na boca e pede um biscoito para se deliciar.

Não importa quantas folhas ele entregue – até porque são muitas, seu dinheiro nasce em árvores! – elas sempre valerão uma guloseima.

“Ele vem comer biscoitos todos os dias”, disse Gladys Barreto, atendente da cantina.”Ele sempre paga com uma folha, às vezes, duas. É a sua compra diária.”

Negro faz isso há pelo menos cinco anos, duas vezes ao dia. “Ele é um cachorro muito, muito inteligente”, disse Bernal.

Veja o cachorro em ação abaixo:

Fonte: Good Times

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários