Homem italiano que teve AVC volta a conversar após ver seu cãozinho no hospital

O amor e a saudade fizeram um homem que teve AVC, Acidente Vascular Cerebral, voltar a conversar quando viu o cachorrinho dele.

O paciente, que não teve o nome revelado, conseguiu pela primeira vez pronunciar espontaneamente algumas frases no hospital de Santa Maria Nuova, na região de Marche, na Itália.

A informação foi divulgada nesta segunda, 25 pelo jornal italiano FirenzeToday.

A equipe médica conta que quando chegou, Phoebe abanou o rabo alegremente e depois se apoiou nas pernas de seu tutor, que não via há algum tempo.

A foto da carinha dele olhando para o dono revela carinho que existe entre os dois.

Depois que viu Phoebe, a reação do paciente foi imediata.

Mas não surpreendeu a equipe que o atende.

“Não é a primeira vez que levamos animais de estimação para nossas enfermarias, mesmo os mais críticos, como cuidados intensivos”, disse a coordenadora de enfermagem Paola Poggiali.

A reunião entre o paciente e o cãozinho foi organizada por ela, juntamente com os médicos – de acordo com os procedimentos de higiene e segurança estabelecidos.

Eles fazem parte do projeto “Visita de Animais de Estimação”, em implementação desde 2014, para humanização do atendimento.

O projeto foi criado para dar qualidade de vida aos doentes que não conseguem se mover e sofrem separados de seus animais.

O Visita de Animais de Estimação é realizada pelo departamento de enfermagem da região, em colaboração com os departamentos de gestão em saúde e a área veterinária italiana. "Agradeço à equipe por sua disposição em apoiar e promover esse importante projeto que representa um valor agregado em nossa assistência aos doentes”, comentou a Dra. Francesca Ciraolo, diretora da unidade hospitalar".

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: Metrópoles

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários