Cão com câncer terminal solitário em canil é adotado e amado ao máximo por jovem

Sensibilizado pela condição de um cão que conhecera em um abrigo, o argentino Luciano Karosas, de 21 anos, decidiu adotá-lo e levá-lo para casa.

O cachorro tem câncer em estágio terminal e estava muito solitário no canil onde vivia, em Berazategui, na Argentina.

Ciente do pouco tempo de vida restante do cão, o jovem se comprometeu a cuidar dele e amá-lo até os seus últimos dias.

Thanos, como foi batizado, tem vários tumores na cabeça, que deformaram o formato do seu crânio. Antes de ser adotado por Luciano, ele foi rejeitado por quatro famílias devido à doença.

O câncer se espalhou por sua cabeça de maneira descontrolada num intervalo de poucos meses. Uma mulher chamada Griselda, que cuidava de Thanos no abrigo de cães, começou uma busca para encontrar alguém que o adotasse e lhe provesse segurança e amor.

Foi difícil encontrar um tutor que estivesse à altura do desafio, mas Griselda acabou conhecendo Luciano, que aceitou adotá-lo sem pensar duas vezes. Na primeira visita de Thanos e seu pai ao veterinário, um diagnóstico muito triste foi comunicado: o cachorrinho tinha apenas mais 40 dias de vida.

“Achei difícil adaptar-me à ideia do pouco tempo que vamos passar juntos. Levei ele a um veterinário que trabalha com células-tronco para ver o que poderíamos fazer, procurando um pouco mais de esperança (que lhe tinham dado 40 dias de vida) e me disse que não há nenhum tratamento que atinge estender esse tempo. Eu saí com um pedaço de coração na minha mão”, disse.

Enquanto isso, o pai de Thanos se propôs o objetivo de mimá-lo (e amá-lo!) o máximo que pudesse.

“Tudo o que quero é tentar dar-lhe um pouco de amor antes que ele se vá”, diz ele. O cão vive com ele há cerca de três semanas, brinca e se diverte como qualquer outro animal de estimação. E eles o veem mais feliz do que nunca.

Na tentativa de prolongar a vida de Thanos, Luciano decidiu utilizar o óleo de canábis como parte de um tratamento para aliviar as dores e o estresse do cachorro. Ver que seu cãozinho não sofre como antes já renova as esperanças de seu pai.

Em sua conta no Instagram, o argentino compartilha fotos com o cão e mantém seus seguidores informados sobre a saúde do filho. “Ainda há ‘Thanos’ por muito tempo”, conclui.

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: Portal Amigo Cão

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários