Após infecção rara por lambida de cão, homem sente sintomas gripais e outros e falece dias depois

Um caso extremamente raro de infecção através da lambida de cachorro: um homem alemão de 63 anos morreu após ser exposto à saliva de seu pet, que estava infectado com a bactéria Capnocytophaga canimorsus, encontrada na boca de cães e gatos, mas muito raramente transmitida para seres humanos.

Até alguns anos atrás, a comunidade médica acreditava que a única maneira dos animais passarem a bactéria para humanos era através de uma mordida.

Novos estudos apontaram, no entanto, que esse não era o caso: a possibilidade de contágio pela simples lambida existe, apenas de altamente improvável.

Após ser infectado, o idoso apresentou sintomas similares a uma gripe. Em alguns dias, a doença evoluiu com a aparição de hematomas por todo o corpo, acompanhados de descoloração e necrose de partes da pele.

Um artigo publicado em uma revista científica que abordou o caso recomendou que os donos de animais de estimação que apresentarem sintomas similares aos da gripe devem procurar atendimento hospitalar, ao invés de se medicar com anti-gripais comuns.

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: Yahoo!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários