Soldado salva filhote desnutrido em missão e acabam virando melhores amigos

Quando o soldado norte-americano Dakota Campbell foi enviado para o Kuwait, uma pequena e rica nação do Oriente Médio, ele não fazia ideia de que acabaria encontrando seu melhor amigo no meio do caminho.

O militar encontrou o filhote, posteriormente batizado de Bucky, na rua, desnutrido, faminto e infestado de pulgas.

Dakota e seus companheiros levaram o pequeno para a base do Exército no país para cuidar dele. A boa ação salvou a vida de Bucky.

Embora eles estivessem carecendo de recursos, os veteranos cuidaram dele da melhor maneira que pudiam.

Deram-lhe comida, bebida, abrigo. Deram-lhe uma caminha confortável e um cobertor para dormir. Pensa num filhote agradecido!

Infelizmente, não foi permitido que cãozinho permanecesse na base, então o soldado teve apenas algumas horas para descobrir o que fazer com o filhote antes que fosse forçado a soltá-lo de volta às ruas.

Dakota sabia que não poderia simplesmente deixar o filhote ir pois tinha desenvolvido uma conexão especial com ele.

Ele entrou em contato com a ONG ‘Paws of War’, que ajuda soldados americanos a levar cachorrinhos em situação de rua para sua terra natal. Eles pagaram as despesas médicas de Bucky e ajudaram a transportá-lo de volta para os Estados Unidos.

Como o homem não voltaria aos EUA por mais dois meses, sua mãe cuidou do cachorrinho durante esse tempo.

Quando Dakota finalmente se reuniu com Bucky, ele já havia crescido muito, mas ainda era muito amoroso. Os dois agora são os melhores amigos e são completamente inseparáveis!

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: I Love My Dog So Much

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários