Cãozinho sofre infarto e falece por causa de fogos de Réveillon e família encontra corpo em quintal

Em meio a uma comemoração de fim de ano com fogos de artifício em Londrina (PR), um cachorro morreu em decorrência de um infarto, motivado por estresse excessivo.

A dona do cão passou a noite de Réveillon fora de casa. Ao retornar no dia seguinte, encontrou o pequeno sem vida. Ele estava sozinho.

Zezinho, como era carinhosamente apelidado pela família, estava caído no quintal, com sangue na região da boca e do nariz.

Assim que constatou a morte do cachorro, sua tutora conversou com vizinhos, que informaram que houve queima de fogos intensa na noite anterior.

O cachorro tinha fobia de fogos de artifício. Em outras palavras, ele não foi capaz de lidar com um nível extremo de estresse, que motivou uma parada cardíaca e seu consequente falecimento.

Interessante notar que em Londrina, é proibido soltar fogos. No entanto, a prática só é combatida através de denúncias. Neste ano foram feitas 418 denúncias, mas apenas 211 estão sob investigação.

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: Ric Mais

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários