Cão vira-lata é adotado momentos antes de ser sacrificado: 'Merece uma 2ª chance de viver'

Bobby se lembra do Natal de 2018 de um jeito radicalmente diferente da maioria de nós: nesta data, ele foi abandonado por seus antigos donos, que o deixaram em um canil da ‘Miami-Dade Animal Services’, nos EUA.

Sabendo que o cãozinho estava de coração partido, os funcionários do local tentaram animá-lo de todas as maneiras possíveis: presentearam ele com um suéter sob medida e até compraram ração premium para o pequeno se alimentar.

A Miami-Dade Animal Services (MDAS) é conhecida em solo americano por realizar a eutanásia de animais que não são adotados dentro de um prazo pré-estabelecido. Seria o caso de Bobby após alguns meses.

À medida que o tempo passava, os funcionários da MDAS começaram a manifestar preocupação: se ninguém adotasse Bobby até dezembro, ele seria encaminhado para ser sacrificado.

Em uma tentativa desesperada de conseguir arranjar um adotante, a equipe do local tirou uma foto de Bobby com seu suéter, todo cabisbaixo e desesperançoso, e colocou como post destacado em uma página nas redes sociais.

E não é que deu certo? O post viralizou, alcançando milhares de pessoas sensibilizadas com a imagem. Mas nada do adotante aparecer…

Eis que chegou o Natal.

A menos de uma semana da eutanásia, uma mulher de bom coração entrou no abrigo interessada em adotar Bobby.

Era o fim do desespero, para o alívio dos funcionários do canil e do próprio cachorro. Enfim, Bobby conseguiu uma casa pra chamar de sua, e começa 2020 morando em um lar adotivo amoroso e aconchegante.

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: The Dodo

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários