Cadeirante adota cachorro com deficiência abandonado por 4 famílias diferentes

O cãozinho Bandit nasceu com uma doença congênita que limita sua capacidade de locomoção. Como resultado, ele precisa andar em uma espécie de “carrinho de rodas”.

Lamentavelmente, Bandit já foi adotado - e abandonado - quatro vezes ao longo da vida. Apesar de ser considerado gentil, dócil e amigável, ele precisa de uma série de cuidados especiais que, à primeira vista, assustam os adotantes.

Após anos aguardando uma quinta oportunidade de ser realmente feliz em um lar adotivo, Bandit recebeu a atenção merecida no abrigo de cães Jail Dogs, onde está morando.

Um casal da Geórgia (EUA) viu um post na página do abrigo falando sobre o cachorro e ficou bastante interessado em adotá-lo.

Darell e Sue Rider estavam bastante cientes de que precisariam ter amor e cuidado redobrados com Bandit ao levá-lo para casa. Afinal de contas, o marido de Sue é cadeirante e compreende como ninguém os desafios de ter mobilidade reduzida.

"A parte mais intrigante do Bandit é que ele e eu compartilhamos o mesmo tipo de paralisia e usamos uma cadeira de rodas para andar por aí", disse Darrell Rider, o novo pai de Bandit, ao portal The Dodo.

“Como Sue e eu sabemos como é a vida numa cadeira de rodas, sabíamos o que era necessário para o Bandit. Também sentimos uma conexão muito profunda com ele.”

Após todos os trâmites burocráticos, o casal levou Bandit para casa. A oportunidade que o cão pediu e esperou por anos fora enfim, atendida.

“O Bandit está se adaptando bem ao novo lar e se estabeleceu melhor do que poderíamos imaginar com sua nossa família e vizinhos", disse Darell. "Nós, como sua família, não poderíamos estar mais felizes por ter Bandit em nossas vidas", concluiu.

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários