Policial arrisca própria vida para resgatar cadela atropelada no meio da rua

Um policial chileno arriscou a própria vida para salvar uma poodle branca que foi atropelada acidentalmente em Arica, município de 230 mil habitantes no norte do Chile.

A cachorrinha Salma tentou atravessar uma movimentada rua no centro da cidade e acabou sendo atropelada por um táxi.

Fernando Zurita, policial local, estava dirigindo para casa quando notou uma multidão aglomerada na calçada. O trânsito parou abruptamente. Curioso, desceu do carro para investigar. Foi quando ele viu a cachorra caída ferida no meio da rua e o motorista do táxi que acabara de bater nela tentando fugir do local.

O oficial ordenou que o taxista ficasse na via esperando, uma vez que seria encaminhado à delegacia para esclarecimentos. Nesse meio-tempo, Zurita se embrenhou no meio do trânsito caótico e resgatou Salma de lá.

Em seguida, levou-a até uma clínica veterinária para atendimento médico. A pequena quebrou duas pernas, que foram engessadas e estão sob acompanhamento.

O tutor da cadela foi alertado sobre o que havia acontecido (ela fugiu de casa) após ver uma foto do incidente nas redes sociais, e os dois logo se reuniram. Ele espera que a história de sua filhote, que se tornou viral, sirva de lição para os outros dirigirem com mais cuidado.

Por suas ações, Zurita está sendo saudado como um herói, tanto online quanto na corporação. Pouco depois do acontecido, ele recebeu uma medalha de reconhecimento por seu trabalho bem feito e coragem apresentada em serviço.

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários