Para resgatar cão de 20 kg a 15 metros de altura, bombeiros fazem rapel em barranco de MG

Uma equipe do Corpo de Bombeiros de Santa Bárbara do Leste (MG) precisou utilizar técnicas de rapel para socorrer um cachorro perdido no meio de um barranco, a 15 metros de altura.

O resgate levou uma hora e meia e contou com a ajuda de três militares.

O tutor do cachorro, seu José Paulo, conta que chamou os bombeiros após ser alertado por vizinhos que Apolo havia caído e ficado preso no meio do paredão de pedra.

"Pelo que me contaram, acho que ele estava perseguindo algum animal e acabou caindo. É um barranco muito alto, não tinha como a gente tentar não, seria perigoso. Graças a Deus os bombeiros vieram muito rápido e conseguiram tirá-lo de lá, foram muito profissionais", afirma.

Portal Garotinho
Portal Garotinho

Por conta da altura e da impossibilidade de acessar o animal de ‘baixo para cima’, o sargento Luiz Henrique Fernandes conta ter sido necessário fazer o uso do rapel.

"Quando eu consegui acessá-lo, o Apolo estava bem quieto, assustado, mas quando comecei amarrá-lo e ele percebeu que sairia dali, aí ficou muito eufórico, queria sair logo. A agitação acabou dando um pouco mais de trabalho, porque também era um cachorro grande, cerca de 20 quilos. Na maioria das vezes que fiz esse tipo de socorro, costumava ser animais pequenos, filhotes. O Apolo não cabia dentro da caixa de resgate, tive que amarrá-lo, mas no fim deu tudo certo", revela o sargento.

Portal Garotinho
Portal Garotinho

O dono José Paulo comemorou o sucesso do resgate. "Eu ganhei o Apolo há quatro anos, numa viagem ao Espírito Santo, desde o primeiro momento gostei dele, é um cão muito bonito e alegre. Fiquei muito feliz que ele está bem, só espero que nunca mais precise chamar os bombeiros novamente para isso", brincou.

Portal Garotinho
Portal Garotinho

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários