Rottweiler protege o que pensa ser o mais importante para a sua família: um pacote de pão

Por
em Notícias
Ela precisa retirar o pão seja do lugar que estiver e ficar vigiando até os donos voltarem e entregá-lo de volta, intocável.

Essa rottweiler tem um comportamento um tanto quanto especial. Jakey, de seis anos, tem um hábito que eu acredito que você nunca tenha visto. Pensando que o pão é a coisa mais importante para sua família - já que os vê com pacote de pão com frequência - ela o guarda, toda vez que seus donos estão fora de casa.

Por quê? Como? Não sabemos, mas o mais curioso é que ela faz isso há quatro anos e nunca comeu um pão sequer. Ela o faz simplesmente para guardar e manter seguro o mantimento para seus pais. Se não é a coisa mais adorável, eu não sei o que poderia ser.

Katrina Frank, a dona, conta que é apenas Jakey sendo Jakey. "Ela gosta de colocá-lo atrás do sofá e deitar ao lado dele. Caso contrário, ela o coloca no armário do meu quarto ”, disse Frank.

Veja o vídeo:

Assim que a mãe de Jakey retorna, o filhote a leva ao pão - um olhar culpado no rosto. Mas parece que a missão de guardiã reina mesmo quando não há pães.

"Se estou sem pão, ela passa a guardar biscoitos", disse Frank. “Uma vez ela tirou uma Tupperware de biscoitos do balcão e escondeu todos os 17 individualmente, sem quebrar nenhum. Ela me levou a todos eles", muito surpreendente não é?

Uma coisa temos certeza: a família Frank nunca precisará se preocupar com a segurança da comida enquanto Jakey estiver tomando conta.

Compartilhe esse post com seus amigos!

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com