Cachorro depressivo cheira perfume de seu dono falecido e tem reação emocionante

O melhor amigo de Paquito pode ter morrido - mas sua memória amorosa ainda permanece dentro do coração do cachorrinho.

Durante anos, o tio de Evlyn Castro e Paquito foram inseparáveis. Deles era um vínculo especial que transcendia o de simples companheiros. Em vez disso, eles se consideravam como pai e filho: "Meu tio sempre o levou para todo lugar", disse Castro ao The Dodo. "Eles estavam muito apegados."

Mas, infelizmente, o tempo que passaram juntos foi interrompido.

Seis anos atrás, o tio de Castro adoeceu com uma doença da qual ele infelizmente não se recuperaria. O pobre Paquito ficou arrasado.

Sua família fez o melhor que pôde para ajudá-lo a lidar com isso, o que ele fez a tempo - embora tenha ficado claro que o melhor amigo do filhote nunca saiu de sua mente.

Nesse fim de semana, Castro estava ajudando sua tia a separar algumas caixas de roupas de seu tio que haviam se molhado em meio a uma tempestade. Durante esse processo, algo incrivelmente tocante aconteceu:

"Tiramos todas as roupas e as colocamos no chão para secar. Assim que o fizemos, o Paquito entrou correndo", disse Castro. "Ele deitou em cima das roupas e passou muito tempo cheirando e aconchegando-as."

Paquito pareceu reconhecer o cheiro familiar nas roupas - e por um momento, deve ter parecido que ele estava de volta nos braços de seu melhor amigo.

"Ele sentiu seu cheiro depois de anos", disse Castro. "Ele não queria se afastar das roupas. Foi muito emocionante".

Veja as fotos:

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Aqueça o coração