Pit bull permanece ao lado de idoso perdido em matagal por mais de 10 horas em Porto Alegre

A lealdade dos animais é, indiscutivelmente, a mais verdadeira de todas as relações.

Leais e companheiros, os cães levam a fama de melhores amigos e isso não é atoa, afinal, eles mantêm a amizade com o dono nas mais difíceis situações.

O pit bull Thor demonstrou isso da maneira mais leal possível, ao permanecer por 10 horas ao lado do seu dono, um homem de 67 anos que estava perdido em uma mata.

Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS
Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Sérgio Sebastião Pires reside em um sítio localizado na zona sul de Porto Alegre e estava andando em um matagal próximo de onde mora e, com a chegada da noite, não encontrou o caminho de volta e acabou se perdendo pela mata.

Apesar da situação embaraçosa, especialmente por conta do frio que o inverno gaúcho proporciona, Sérgio contava com a companhia do seu melhor amigo, o cão Thor. O homem que mora no local isolado e apenas com seus cachorros, confessa que pensou que morreria sem ser descoberto.

Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS
Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

“Estava com muito frio no corpo, principalmente nos pés, mas não senti medo porque estava com ele. É meu amigo, meu filho, um cão especial”, salienta Sérgio.

Por obra do destino, naquele dia ele havia levado o celular no bolso, item que segundo conta, nunca costuma carregar, e foi graças ao aparelho, que ele pôde pedir por socorro ao corpo de bombeiros.

Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS
Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

O pedido de resgate aconteceu à meia-noite desta terça-feira (16), seis horas depois que ele havia se perdido. “Me dei conta que o celular estava no casaco, e eu que nunca saio com o telefone”, relembra.

Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS
Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Após tomar conhecimento sobre o caso, a equipe de bombeiros se deslocou até o local com a presença do cachorro de serviço da corporação, o labrador também chamado Thor. Já na região, o Thor militar seguiu um rumo diferente dos bombeiros, e com o seu instinto apurado, estava na direção certa.

Sérgio ficou surpreso ao ouvir o nome de Thor sendo chamado, ainda sem saber que, na verdade, era o cão da corporação que estava sendo procurado. “Como ele sabe o nome do meu cachorro? Aí me dei conta, o cão deles também se chama Thor”, relata.

Coincidência ou não, os ‘Thors’ dessa história foram os grandes protagonistas e garantiram a segurança e a salvação de Sérgio, que foi encontrado às 4 horas da manhã. Mesmo reconhecendo o protagonismo dos cães, Sérgio também faz questão de exaltar o trabalho da equipe de bombeiros. “Salvaram a minha vida, buscando um velho no mato. Não tenho palavras. Eles arriscam a vida pelo bem da sociedade”, declarou.

Matheus Felipe / RBS TV
Matheus Felipe / RBS TV

Que situação complicada, ainda bem que tanto o Sérgio, quanto os bombeiros têm ao seu lado esses cães que possuem o nome de herói e não é por acaso!

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários