Petshops da Califórnia começarão a vender apenas animais de abrigos

A Califórnia se tornará o primeiro estado dos Estados Unidos a proibir a venda de cães, gatos e coelhos em lojas de animais, a menos que os animais sejam de abrigos ou organizações de resgate sem fins lucrativos.

Segundo a legislação que entrará em vigor em 1º de janeiro de 2019, os proprietários das lojas também terão que fornecer registros de origem para os animais ou pagar uma multa de US $ 500 por animal.

A Lei de Resgate e Adoção de Animais foi introduzida pelo membro da assembléia, Patrick O'Donnell, e sancionada pelo governador da Califórnia, Jerry Brown, em outubro de 2017.

Segundo a lei, os indivíduos ainda podem comprar de criadores privados de animais, mas as lojas estão proibidas de fazê-lo.

A lei "exigirá que todas as vendas de cães e gatos autorizados por esta disposição estejam em conformidade com as leis que exigem a esterilização ou castração de animais, conforme especificado."

A nova lei, chamada AB 485, também exigiria que cada loja de animais mantivesse registros suficientes para documentar a origem de cada cão, gato ou coelho que a loja de animais vende e autorizaria agências públicas de controle de animais ou abrigos a exigir periodicamente às lojas de animais o acesso aos registros.

Comentários

Mais em Notícias