Estudante cria próteses grátis para cães amputados

Alejandro Colli, é um argentino de 18 anos e que estuda Engenharia. Ele montou uma máquina para ajudar os animais amputados.

Alejandro Colli tem 18 anos e é uma daquelas pessoas que coloca seus conhecimentos, seus gostos e suas habilidades a serviço dos outros. Estudante de engenharia, ele construiu uma impressora 3D em sua casa e com ela faz próteses para cães. Como ele faz isto puramente e exclusivamente para ajudar , ele não os vende, ele os entrega. Ele decidiu divulgar suas criações pelo Twitter e o empreendimento se tornou viral.Tudo começou no final do ano passado, quando este jovem de Lanús estava prestes a terminar seu último ano do ensino médio no Instituto Stella Maris e teve, por puro interesse, a idéia de montar uma impressora 3D."Eu vi tutoriais no YouTube e eu fiz isso, era só para saber do que se tratava, nunca entendi como algo sério. Então eu percebi o que eu era capaz de fazer ", diz ele. Foi assim que, em outubro de 2017, ele começou a criar moldes de biscoitos para confeitaria com os quais sua pequena empresa estava montada e, vendendo-os, conseguiu fazer alguns pesos (moeda argentina). Mas há alguns meses, Alejandro percebeu que ele poderia procurar mais e deixou o campo gastronômico para dedicar-se ao cão: ele começou a fabricar próteses para as pernas dos cães e assim ajudar os animais que são incapazes de andar.

Atualmente, ele está fazendo o segundo protótipo, para o cachorro de um vizinho do bairro. Ele já realizou as medições (ele não fabrica em massa, mas o faz a pedido) e está finalizando. Na fabricação de cada prótese leva cerca de um dia e meio. Ele tem o modelo 3D em seu computador, ele transfere para a impressora que leva cerca de três horas para finalizar as diferentes peças que compõem a prótese.

"O que as pessoas te agradecem é incrível.
Vendo um cachorro voltar ao normal andar é algo inestimável e para não mencionar a felicidade dos proprietários. ", diz o jovem.

Comentários

Mais em Notícias