Cachorro encontra bebê recém-nascida abandonada e late insistentemente em busca de ajuda

Por
em Notícias
O instinto protetor do animal não apenas localizou, como salvou a vida dessa bebezinha!

Quando os animais são chamados de heróis não é por acaso, eles de fato fazem jus à nomenclatura. O cãozinho que salvou a vida de um bebê abandonado é o exemplo perfeito disso.

Após perceber a presença de uma recém-nascida abandonada próximo a sua casa, na cidade de Quilombo, Santa Catarina, um cachorro ficou latindo até que a sua dona viesse ao local.

O abandono, ocorrido no último dia 22, surpreendeu a mulher, de 29 anos, que encontrou o bebê envolvido em um pano, ainda com a placenta e o cordão umbilical enrolado ao corpo, conforme relatou à polícia.

A bebê estava próximo a um ponto de ônibus que fica perto da casa, localizada em uma área rural, e ela só a localizou depois que seu cachorro passou a latir insistentemente onde ela estava.

Segundo relatos da mulher, os latidos do cachorro começaram depois da chegada de um caminhão. O veículo ficou parado próximo ao ponto de ônibus por cerca de 10 minutos. Depois, teria seguido viagem rumo a Chapecó.

Até o momento não há informações sobre a mãe da criança, mas a criança foi conduzida ao Hospital São Bernardo, em Quilombo, para atendimento médico. Os primeiros exames realizados indicaram que a bebê é saudável e estava em perfeitas condições de saúde.

Esse cãozinho desempenhou um papel importantíssimo nessa história, né? Imagine quanto tempo o bebê teria resistido sem nenhum auxílio? Ele foi um grande herói!

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários