Criança de 4 anos faz amizade com cervo, o traz para casa e mostra à mãe

Por
em Notícias

Como os filmes sempre nos dizem, tudo pode acontecer em uma viagem em família. Isso se tornou real para a mamãe Stephanie Brown, uma moradora de Ragged Point Beach, na Virginia (EUA), cujo filho trouxe para a porta de casa um cervo bebê no final de suas férias em Massanutten, também na Virginia.

Stephanie, que é diretora sênior da LegalShield (uma empresa americana de serviços jurídicos) estava de férias com seu filho Dominic, 4, em um resort de Massanutten. Em entrevista à ABC 8 News, a mulher afirmou que eles estavam se preparando para ir embora do resort quando escutou os passos do filho na entrada. Quando foi olhar, o menino estava acompanhado pelo filhote de cervo que tinha encontrado na mata.

“Primeiro eu achei que minha mente estava brincando comigo”, declarou. “E lá estava ele com um cervinho bebê, como se não fosse nada estranho.”

A publicação viralizou no Facebook, com a postagem original chegando a 20 mil reações, 5,3 mil comentários e 31 mil compartilhamentos até o momento. Na entrevista, a diretora também conta como tirou a foto:

“Eu não tirei meus olhos deles e fui tirando o celular devagarzinho, até que BOOM. Domi movia sua cabeça, o cervo movia também na mesma direção e moviam de volta. Eles estavam em sincronia”.

Talvez o cervinho, agora chamado de Flash pelo garoto, tenha sido atraído pelo pijama de Rudolf, a rena, que o menino usava.

Após todo o encanto compartilhado pelo trio, a mãe pediu para que o menino levasse de volta o animal para a floresta ali próxima, afinal, a mãe do cervinho estava esperando-o. Fofo demais!

Por que humanos não domesticam outros animais selvagens?

Depois de ver esta dupla inusitada, me veio uma pergunta: Por que não domesticamos cervos e outros animais selvagens? Qual o motivo de domesticarmos apenas um grupo seleto?

  1. Os animais não podem ter um gosto refinado de comida, os animais da pecuária em sua maioria comem pasto e os carnívoros aceitam o que lhes entregarmos. Se um animal precisa de um tipo mais específico de alimentação, principalmente algo que não possa ser encontrado perto da sociedade humana, a chance de domesticação dele diminui.

  2. A idade deles influencia bastante também. Olhem para os elefantes por exemplo, eles possuem quase todos os quesitos para domesticação, porém levam 15 anos para chegar à idade adulta. O que é muito tempo para nós, meros humanos. Mas sim, existem casos de pessoas com muita paciência que amansaram elefantes, como na Índia em que eram usados como animais de guerra e são usados até hoje como transporte.

  3. Os bichinhos precisam ser sem-vergonha, ou seja, precisam saber acasalar em cativeiro. Animais com rituais de acasalamento muito complicados acabam complicando (trocadilho não intencional) a passagem de geração. Ao amansar um guepardo (exemplo dado na maioria dos sites) ele ainda irá precisar fazer o seu ritual (correr o mais rápido que puder) para chamar a atenção de uma fêmea. E pensar que não podemos ter um gato grandão em casa por isso e não porque ele pode nos devorar.

  4. Um dos motivos mais óbvios é a questão do bicho ser dócil. Cavalos são mais tranquilos que zebras, vacas são mais tranquilas que búfalos, etc. Mas sim, há casos e casos, os próprios cachorros descendem de lobos que na maioria preferem comer um humano do que deitar no chão e receber um carinho. (Não sabem o que estão perdendo).

  5. Entrando na questão do cervo e seus companheiros: o pânico. Imagina que você cuida de um cervo por anos, até que um esquilo assusta ele e então foge e você nunca mais o vê. Do outro lado existem as ovelhas que ao se assustarem se juntam um bando. Perfeitas para o pastoreio.

  6. E por último, os animais entendem a questão hierárquica. Ovelhas e vacas podem ficar perto dos humanos para conseguirem se proteger. Os cachorros ganham comida de nós. Assim assumimos uma postura de líder para eles. Animais que não reconhecem isso acabam sendo mais difíceis de se domesticar. Menos os gatos, eles entendem que somos seus escravos e ficam perto de nós para usufruir seus direitos (risos!).

Fontes: Hypescience, Revista Galileu, Terra e Petz.

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Estudante de jornalismo que é apaixonado por tudo que tenha super-heróis, dragões e faroeste (ele se pergunta todo dia quando que vai lançar um filme misturando os três). Gosta de ler, com um favoritismo em fantasia (por que será?) e adora ver séries em geral. Ama estudar sobre criatividade e sociologia. Tem uma doguinha perfeita e sem defeitos chamada Athena. Também gosta de cinema e matar tempo nas redes sociais vendo memes.