Gato debilitado é salvo por voluntária, animal cresce e se torna um lindo felino

Por
em Notícias

Voluntária de um abrigo de resgate de gatinhos, Alyssa Masten, de Illinois, Estados Unidos, estava acostumada a conhecer e a ajudar vários gatos a se recuperarem e a encontrarem lares eternos. No entanto, foi diferente quando ela conheceu o frágil filhote Cloud. Depois de meses cuidando dele, ela não conseguiu se separar e decidiu adotá-lo para sempre.

Tudo começou quando Cloud e os seus irmãos foram resgatados pelo abrigo Anderson Animal Shelter, onde Alyssa trabalha como voluntária, e foram parar na casa da jovem. Eles estavam bastante debilitados, portanto precisavam de atenção extra e de mamadeira durante todo o dia.

“Enquanto seus companheiros de ninhada lutavam para serem os primeiros a comer, ele foi paciente e esperou sua vez”, disse Alyssa ao Love Meow.

Alyssa não sabia, mas o pequeno Cloud enfrentaria muitas situações difíceis ainda. Em pouco tempo, descobriu-se que ele tinha algumas complicações de saúde, embora o diagnóstico oficial tenha surgido apenas três meses depois. Cloud estava com uma infecção intestinal incomum e testou positivo para FCoV, uma infecção viral comum em gatos.

Durante todo esse período entre diagnóstico e tratamento, Alyssa forneceu os melhores cuidados a Cloud, além de muito amor. Apesar dos antibióticos e medicamentos fornecidos, a doença atrapalhou o desenvolvimento físico de Cloud e ele era bem menor do tamanho ideal para a sua idade. Ainda sim, ele estava determinado a viver e lutou como um guerreiro para enfrentar as doenças.

Enquanto isso, os seus irmãos cresceram saudavelmente e foram adotados, mas Cloud permanecia sob os cuidados de Alyssa.

“Um tratamento forte com antibióticos eliminou a infecção intestinal, mas o FCoV era crônico. Espirros, congestão e um sistema digestivo extremamente sensível é algo com que ele sempre terá dificuldades”, explicou a tutora de Cloud.

Como Alyssa havia acompanhado toda a trajetória do gatinho e sabia o quanto ele ainda precisava de cuidados, ela sabia que poderia fazer ainda mais por ele ao adotá-lo. E foi exatamente o que ela fez.

“Cloud passou mais de 200 dias em um orfanato comigo. Eu estava lá para ele em seus momentos mais baixos e ele estava lá para mim durante uma temporada turbulenta de gatinhos. Eu não hesitei ao tomar a decisão de adotá-lo. Ele estava em casa no segundo em que o peguei, com duas semanas de idade”, contou Alyssa.

Assim como a dona, Cloud não poderia ter ficado mais feliz ao ter permanecido sob os cuidados de Alyssa, e agora está mais forte e confiante do que nunca.

“Ele tem um gosto pela vida que eu nunca pude ver quando ele estava realmente doente. Ele persegue meus gatos adultos pela casa, ele escala a árvore dos gatos, e ele coleta pequenos pedaços de lixo que encontra pela casa. É também um gato de velcro. Onde quer que eu vá, ele segue”, declarou Alyssa ao Love Meow.
“Nós o chamamos de nosso mini gato. Ele ainda está espirroso, mas seus sintomas estão sendo controlados de perto com uma dieta especial e cuidados de suporte. Adotar outro gato não era meu plano, mas nunca percebi o quanto precisava de Cloud. Agora não posso imaginar minha vida sem esse menino cronicamente espirituoso, e não faria de outra maneira”, concluiu Alyssa.

Gata adota sua tutora

Em outubro do ano passado a gatinha Ekim escolheu a médica veterinária Ahsen que vive em Istambul, na Turquia para ser a sua tutora. A atitude da felina comoveu a veterinária e também os internautas. A pequena foi atropelada e precisou amputar a patinha.

Durante a recuperação, Ahsen se aproximou da gata e espontaneamente a felina estendeu a sua patinha e agarrou a mão da veterinária, como se estivesse pedindo para a médica adotá-la.

Uma cena encantadora, confira na matéria abaixo:

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com