Menina com tumor inoperável recebe cartas de amor e fotos de cãezinhos do mundo todo

Quando a pequena Emma Mertens, de 7 anos, descobriu que tinha um tumor cerebral inoperável, havia apenas uma coisa que ela pensou que poderia fazer para se sentir melhor: receber cartinhas de amor de cães do mundo todo.

Emma foi diagnosticada com um tumor cerebral há cerca de um mês, e o diagnóstico chocou profundamente sua família. Ao tomarem conhecimento da doença da filha, seus pais atenderam ao único pedido que ela tinha: ajudá-la a coletar o máximo de cartas quanto possível de diferentes donos de cães ao redor do mundo.

E foi exatamente isso que eles fizeram.

A família de Emma telefonou para todos os contatos que tinham, desde amigos a conhecidos de trabalho, pedindo cartas falando sobre seus respectivos cachorros e acompanhando as fotos para que Emma pudesse ver exatamente de quem as cartas vinham.

Eles não tinham certeza se suas ligações iriam surtir algum efeito e não tinham ideia de quantas cartas esperar. No entanto, ficaram impressionados com a repercussão do pedido da garotinha.

Pessoas do mundo todo enviaram fotos e mensagens para Emma - foram tantas que a família teve que configurar um endereço de e-mail especial para acomodá-las. Dezenas de milhares de e-mails e mensagens nas redes sociais foram recebidas em poucos dias.

Emma ficou emocionada com a enorme quantidade de pessoas de todo o planeta que torciam por ela e queriam a ver feliz.

"A caixa de entrada de e-mails de Emma ficou completamente cheia... e sua caixa postal em casa também", escreveu a família de Emma em um post do Facebook. “Centenas de fotos de filhotes a fizeram rir o dia inteiro. Obrigado a todos que colocaram um sorriso no rosto da nossa filha, agradecemos o gesto."

Além de todas as cartas e e-mails enviados, a página da família no GoFundMe, site de financiamento coletivo, foi inundada com mensagens e fotos de todos os tipos e histórias de cães que você possa imaginar - além disso, novas mensagens chegam todos os dias.

Desde filhotes de cãezinhos…

“Oi Emma! Meu nome é Foxy Lou, tenho 5 anos de idade e sou uma "mistura" entre um Rat Terrier e um Corgi. Moro em Iowa (EUA), mas fui resgatado no Texas e adotado pela minha no Wisconsin. Algumas das minhas coisas favoritas são brinquedos barulhentos, brinquedos não tão barulhentos, os dedos dos meus pés, esquilos e um cobertor quente! Vou colocar você em minhas orações esta noite! Estou enviando para você beijos molhados, rabinhos que se mexem e um abraço!”

Aos cachorros grandes…

“Oi Emma! Meu nome é Emma também! Tenho 8 anos de idade, e vivo em Maryland (EUA). Como você, também estou doente. Eu só tenho três pernas agora, mas ainda me divirto deitado ao Sol e aconchegando-me com meus donos. De bônus eles me dão todo o sorvete do mundo que eu quero! Eu sei que ficar doente é assustador, mas eu tenho certeza que você é tão corajosa quanto eu. Eu espero que minha foto ajude a iluminar seu dia. Mando a você vários rabinhos se mexendo e um beijo bem lambão! Com amor, Emma.”

Além dos mal-humorados

“Emma, eu sei que você ama [apenas] cachorros, mas a Debra está chateada porque você não está se sentindo bem e quer te mostar que ela é melhor que os cachorros.”

Fica a impressão que todos os cachorros do mundo se uniram para garantir que os dias de Emma sejam cheios de amor e carinho.

Emma até recebeu algumas mensagens de donos de gatinhos...

A garotinha sempre foi uma grande amante dos animais, e durante esse período extremamente difícil em sua vida, estar cercada de mensagens amorosas como essa é exatamente o que ela precisa para ajudá-la a lidar com tamanha adversidade.

“É realmente emocionante ver tantas pessoas fazendo algo simples e gentil para Emma”, escreveu a família.

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: The Dodo

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Mais de Gabriel Pietro

Comentários

Mais em Notícias