20 fotos que mostram como Freddie Mercury amava seus gatos como se fossem filhos

Freddie Mercury era uma lenda por si só. O vocalista do Queen entrou para a história como compositor e intérprete de clássicos como “Bohemian Rhapsody”, “We Are The Champions” e “Somebody to Love”. Mas o artista teve outra parte de sua vida que não é muitas vezes devidamente abordada: o extraordinário amor por seus gatos de estimação.

Sim, o dono de um induto no Hall da Fama do Rock’n’Roll absolutamente adorava gatinhos.

Ele tinha vários e lhes dava muita atenção e carinho. Enquanto participava de uma turnê com a banda, Freddie sempre ligava para casa pedindo para falar com seus amados animais de estimação.

Ao longo da vida, Mercury teve pelo menos 10 gatos. Mas seu único gato de raça era Tiffany, um presente de sua amiga Mary Austin. Mercury era fascinado por quaisquer gatos, sem distinções de raça. De fato, o cantor fazia questão de adotá-los em abrigos para salvá-los da eutanásia (morte assistida).

Seu amor por seus gatinhos foi transcrito em uma canção chamada “Delilah”, uma homenagem à sua gatinha preferida: “Você me deixa muito feliz / Quando você se aconchega e dorme ao meu lado / E então você me deixa um pouco louco / Porque você mija em toda a minha suíte Chippendale.

Separamos 20 fotos de Freddie Mercury com seus gatinhos. Confira:

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Mais de Gabriel Pietro

Comentários

Mais em Aqueça o coração