Gata adota ninhada de cachorrinhos após perder seus filhotes

Katryn mostrou que amor de mãe é independente de ser do mesmo sangue… ou espécie.

Por
em Mundo Animal

Segundo voluntários de um abrigo de animais em Langebaan, na África do Sul, a gatinha que foi batizada de Katryn possivelmente era de rua, porém não se sabe por quanto tempo ela vagava sozinha. No resgate a gata chegou acompanhada de sua ninhada, que posteriormente acabou falecendo.

“Katryn veio para Langebaan Animal Care como sendo abandonada e infelizmente seus filhotes não sobreviveram. Ela ainda estava produzindo leite, então nós a acolhemos e a mantivemos segura até que pudéssemos castrá-la”, compartilhou o centro de cuidado animal em sua página no Facebook.

Esta triste perda deixou a gatinha desolada e chorando muito com a falta que sentia dos filhotes.

Izelle Marallich, presidente do Langebaan Animal, compadeceu-se com a história de Katryn e decidiu ceder como lar temporário. De acordo com Izelle, colocar Katryn em um ambiente com outros animais fez muito bem já que a gatinha se sentia muito solitária.

“Ela é extremamente afetuosa e não tinha medo de nenhum dos meus cães adotivos. Ela caminhou até eles e se esfregou em cada um”, disse Izelle em entrevista ao site The Dodo.

A vida de Kathryn mudou quando uma ninhada com cãezinhos órfãos chegou. Imediatamente gatinha mãe desenvolveu um vínculo com os filhotes - chamando-os sempre que choravam pedindo comida e lambendo-os para que se acalmassem.

“Eles ficaram um pouco confusos a princípio e se afastaram dela, mas ela foi persistente e continuou a cuidá-los”, disse Marallich. “Eles começaram a se acostumar com ela os lambendo até que simplesmente se deitou com eles e não saiu do lado deles”.

Os filhotes rapidamente aceitaram a nova mãe e começaram a mamar. A partir deste momento Katryn voltou a ser feliz e completa.

“Katryn reivindicou os filhotes como seus e os tem amamentado desde então e os protege e limpa. Tem sido tão especial ver isto na vida real e perceber como os animais são incríveis para cuidar dos filhotes não importa que espécie eles sejam”, relata Izelle.

Tenho certeza que Katryn tem muito amor para dar e esse amor não tem limites, raça e nem espécie pré-definido. Uma história linda que merece ser compartilhada!

Estudante de jornalismo na Universidade de Passo Fundo (UPF). Gosta de livros, animais e é vegetariana.

Últimas notícias