ONG especializada em salvar gatos de árvores compartilha fotos de resgates

A organização Canopy Cat Rescue resgata diariamente felinos que ficam presos nas copas das árvores

Por
em Gatos

Chamada de Canopy Cat Rescue, a organização sem fins lucrativos que está localizada no oeste de Washington, Estados Unidos, resgata felinos que ficam presos em árvores.

O resgate dos animais é feito com toda a segurança pelos arboristas profissionais. A equipe já resgatou gatos presos em árvores a mais de 50 metros de altura.

Os felinos acabam subindo nas altas copas das árvores e não conseguem mais descer.

Assim, infelizmente, alguns deles passam dias até conseguirem ser resgatados pelos profissionais.

Recentemente, a organização compartilhou uma foto para o Dia Nacional do Gato Preto, onde contaram sobre o salvamento de Percy, um gato preto que decidiu escalar uma árvore perto de sua casa em Lakewood.

No início de outubro, Shaun Sears também salvou outro gato preto, este chamado de Scar.

“É dia do gatinho preto”, disse Sears.

Ao contrário do que possa parecer, a Canopy Cat Rescue realiza resgates frequentemente.

Em poucos dias, a página da organização (@Canopy Cat Rescue) recebeu novas fotos de diversos resgates emocionantes e assustadores.

“De lugares confortáveis ​​a vistas incríveis, tem sido um outono muito agitado para a CCR, e aqui estão apenas quatro de nossos muitos resgates recentemente”, destacaram na legenda da publicação de 15 de outubro.

Um dos resgates ganhou o título de “a foto mais assustadora que já tiramos”.

A história é de um gato de Bengala prateado que estava muito assustado a mais de 10 metros de altura.

“Fomos chamados por um gato desconhecido em uma árvore e, quando aparecemos, o gatinho estava a cerca de 15 pés de distância em um galho (35 pés acima do solo)”, observou um dos salvadores.

Não deixando o homem se aproximar ele pulou para baixo, mas felizmente nada de ruim aconteceu com o felino.

“Peguei a rede de resgate para talvez colocar o Bengal dentro, mas assim que a rede se aproximou, o gatinho pulou e pousou muito suavemente em samambaias e arbustos abaixo. Do meu lugar na árvore, pude ver o gato fugir ileso, esquivando-se das árvores e os jogadores de golfe dizendo: 'olhe aquele gato!'”, contou.

Mais tarde, o salvador descobriu que o gato havia voltado para casa logo depois de fugir e estava desaparecido há um bom tempo.

Confira um dos resgates realizados pela Canopy Cat Rescue:

Veja também:

RETROSPECTIVA 2021 - Histórias de pets que marcaram o ano

Uma jornalista quase formada de 21 anos, completamente apaixonada por futebol e animais. É daquelas pessoas que não podem ver um cachorro ou gato na rua que já quer fazer carinho... Do tipo curiosa, gosta de contar boas histórias e aquecer o coração de seus leitores. Um pouco indecisa para os títulos das matérias, confesso, mas dedicada ao ponto de procurar sempre escolher as melhores palavras. Prazer, sou Letícia Michele Schneider, atualmente moradora de Passo Fundo (RS), tenho o sonho de deixar o mundo um pouquinho melhor e quem sabe um dia estar à beira do gramado entrevistando os jogadores da dupla Grenal.