Logomarca Amo meu PET

Cadela que perdeu filhotes 'adota' bichos de pelúcia e chora por eles não se mexerem

Samanta estava na rua quando foi resgatada por uma ONG, grávida e com uma infecção generalizada

Por
em Cães

Uma cachorrinha moradora da ONG Viva Bicho em Santos, litoral de São Paulo, comoveu os funcionários que lá trabalham por “adotar” alguns brinquedos após a morte de seus oito filhotes.

Samanta, como foi chamada a canina, foi resgatada com uma infecção generalizada, onde seis filhotes estavam dento de sua barriga já sem vida.

O resgate aconteceu em Praia Grande, a cachorra era alimentada por alguns moradores e um proprietário de bar, no entanto, não tinha um lar.

Uma moradora local notou que Samanta tinha uma barriga muito grande. Então, ficou preocupada e entrou em contado com a ONG para resgatá-la.

Ainda no mesmo dia a instituição se dirigiu ao local indicado pela moradora e se assustou ao ver a situação do animal.

De acordo com as informações dadas ao G1 pela assessora de comunicação da ONG Viva Bicho, Leila Abreu, na manhã seguinte após o resgate foi realizada uma ultrassom, onde descobriram que Samanta está grávida de oito filhotes. Seis deles não tinham mais batimentos cardíacos.

Assim, foi preciso realizar uma cirurgia de emergência para evitar que os dois cachorrinhos ainda vivos morressem e a infecção prejudicasse a mãe.

A cirurgia obteve sucesso, mas os dois filhotes precisavam ser amamentados artificialmente.

“O útero dela estava completamente podre. Teve uma infecção forte, generalizada, e não possuía leite. Por isso, tivemos que amamentar os filhotes e retirá-los dela para serem cuidados”, contou a assessora.

Além disso, Leila explicou que duas semanas após o resgate os dois filhotes vieram a falecer e com o objetivo de ajudar a mãe, os voluntários lhe deram animais de pelúcia. A ideia deu certo, já que ela os tratava como filhos.

“Resolvemos dar uns brinquedos, só que ela começou a pegar todos os brinquedos e levar para dentro da baia. Quando fomos olhar, ela estava abraçada com eles, lambendo, e começou a rosnar quando nos aproximamos, como se fossem filhotes dela”, destaca.

Samanta tentou fazer com que os filhotes se mexessem, mas ao perceber que isso não era possível, começou a chorar.

Quando curada da infecção e castrada, os voluntários decidiram tirar os bichos de pelúcia dela e a levaram para passear a fim de que ela encontrasse outras distrações.

Agora Samanta aguarda pelo momento de sua adoção.

Confira o vídeo clicando aqui.

Uma jornalista quase formada de 21 anos, completamente apaixonada por futebol e animais. É daquelas pessoas que não podem ver um cachorro ou gato na rua que já quer fazer carinho... Do tipo curiosa, gosta de contar boas histórias e aquecer o coração de seus leitores. Um pouco indecisa para os títulos das matérias, confesso, mas dedicada ao ponto de procurar sempre escolher as melhores palavras. Prazer, sou Letícia Michele Schneider, atualmente moradora de Passo Fundo (RS), tenho o sonho de deixar o mundo um pouquinho melhor e quem sabe um dia estar à beira do gramado entrevistando os jogadores da dupla Grenal.