Logomarca Amo meu PET

Veterano do exército britânico se arrisca para salvar 120 animais em abrigo bombardeado na Ucrânia

Por
em Notícias

Muitos ucranianos estão buscando refúgio em países vizinhos - e pessoas de bom coração estão recebendo-as em suas casas. Porém, em meio ao desespero de sair dos país, alguns donos de pets têm deixado para trás seus animais, infelizmente.

E o veterano do exército britânico, Tom, não suportando saber que esses indefesos estão a mercê da própria sorte, organizou o grupo de resgate Breaking the Chains - que ele fundou em 2020 com sede no Reino Unido - , e partiu para salvar animais abandonados e perdidos na Ucrânia.

O homem serviu seu país por quase duas décadas e diz que cumprir tal missão como civil é 'muito complexo e perigoso'. Pois não é um desastre natural como um furacão ou um tornado, e que é necessário entender a situação e entender o terreno.

"É como uma operação militar, por assim dizer", disse Tom - que pediu para manter seu sobrenome em segredo por razões de segurança - ao Daily Mail.

Ele relatou que durante as buscas é possível ouvir gritos de pessoas por todos os lados, o que torna o cenário aterrorizador.

“Não são apenas os animais de abrigo que precisam de nossa ajuda, você tem resgates, criadores, pessoas que acolhem animais de rua e abandonados, deve haver pelo menos 1.000 locais com mais de 30 cães. Há milhares deles.'

Em um dos resgates mais recentes, Tom, junto de quatro voluntários, regataram cerca de 120 animais que estavam presos em um abrigo bombardeado no nordeste de Kharkiv, segunda maior cidade do país.

“Era um abrigo que foi explodido duas vezes. Ninguém podia ir até lá, ninguém podia alcançá-lo e ajudar os animais, então entramos”, disse ele. 

Esse resgate aconteceu em meio a troca de tiros e bombardeios, alguns animais assustados tentaram mordê-los e os outros latiam freneticamente, mas por fim conseguiram salvá-los. 

Os animais foram transportados por uma van e depois de quase 30 horas de viagem chegaram no destino seguro.

Nesse local os bichinhos foram examinados, receberam água, foram limpos e levados para a fronteira da Ucrânia, onde foram recebidos por outra equipe de transporte que os levou para abrigos na Romênia.

Já em outro resgate a equipe levou mantimentos para quatro abrigos na capital ucraniana de Kiev. E resgataram 50 cães deixados pelos seus donos após a evacuação.

“O grande desafio que temos é com os abrigos, porque eles têm entre 500 e 600 animais. No momento, o máximo que podemos recuperar é cerca de 100 cães e gatos”, explicou Tom. 

Tom diz desejar ter mais veículos pra transportar os animais, bem como aumentar sua equipe para os resgates.

"Isso nos daria tempo para salvar mais animais de outros lugares e entregar mais comida e suprimentos".

A amor de Tom pela causa animal não é de hoje, por isso junto da Dog Bus Rescue, deseja expandir o abrigo já existente na Romênia.

“O abrigo será lindo, com muito espaço ao ar livre e um interior aquecido. Uma vez lá, os cães serão examinados, vacinados e colocados em quarentena antes de irem para outros abrigos em toda a Europa, onde serão adotados em seus lares para sempre".

Que Deus abençoe esse homem de coração generoso!

 

Assista também nosso vídeo:

A história da cachorrinha que reza pelo dono e mais no Jornalzinho Amo Meu Pet