Cachorro e gari fazem sucesso na limpeza de ruas no RJ

O gari Alcenir Aguiar de Oliveira e seu cachorrinho vira-lata chamado Pretinho estão fazendo sucesso nas redes sociais. O cão acompanha o gari com um pequeno uniforme da Comlurb no bairro de Campo Grande, no Rio de Janeiro, como conta uma reportagem do G1.

“Eu fui trabalhar na Olimpíada a serviço da Comlurb e o encontrei pequenininho, abandonado em um posto de gasolina. Estava doente”, contou.

Alcenir levou o cãozinho para casa e o curou. Os dois estão juntos há 3 anos compartilhando muita amizade e lealdade entre si.

“Levei ele para casa e hoje é como se fosse uma medalhinha de ouro que eu levei para mim. É um cachorrinho que me dá reconhecimento, carinho e atenção”, destacou.

A ideia de levá-lo ao trabalho foi motivada pela saudade que o cachorrinho sentia.

“Ele começou a vir trabalhar porque, quando eu venho no carro, ele quer vir. Fica desesperado. Está acostumado a andar comigo e ele vem. Ele não atrapalha em nada, fica quietinho me aguardando. Se está cansadinho ele me espera na sombra”, destacou.“Ele entende as coisas. Às vezes, você fica na porta. Eu falo: ‘Pretinho, você está na porta, papai quer passar aqui’. E ele vai para o cantinho. Não precisa bater, não precisa. Nada. Eu pego a vassoura e varro perto dele e ele não corre, porque não é judiado. O cachorro, quando é judiado, quando você pega a vassoura e varre perto dele, ele sai correndo. Esse aqui não. É assim que o bichinho merece ser tratado”, revelou.

O cachorrinho é um verdadeiro xodó no bairro, ainda mais após ter ganhado seu próprio uniforme de gari.

Seu dono conta que diversas pessoas param para abraçar o cachorro e tirar fotos com ele.

Foto: Gustavo Wanderley/ G1

Há cerca de uma semana, uma foto sua com o cachorrinho trabalhando na rua foi divulgada nas redes sociais e rapidamente viralizou. Desde então, os dois são uma verdadeira atração pelas ruas da cidade.

“O Pretinho para mim é tudo. É a minha alegria total. Se você me der um prêmio da Mega-Sena por ele, eu não quero”, disse.

*Com informações G1

Comentários