Ave extremamente rara é acolhida em santuário animal na Inglaterra; conheça o Balaeniceps rex

Por
em Notícias

Abou é um Balaeniceps rex (também conhecido como Shoebill e bico-de-sapato) que recentemente chegou no santuário de animais Exmoor Zoo em Devon, na Inglaterra, por meio de um programa internacional de reprodução para salvar sua espécie.

A ave é uma fêmea extremamente rara - a única da sua espécie no Reino Unido - e busca por um parceiro vitalício para salvar a sua espécie.

Eles são monogâmicos - possuem um único parceiro por toda a vida -, e normalmente criam apenas um filhote. E por não se reproduzirem muito, combinado as ameaças decorrentes das mudanças climáticas e da sua aparência pré-histórica atrair caçadores, sua espécie é considerada “massivamente ameaçada”.

Abou têm 14 anos, nasceu e foi criada no Zoológico Pairi Daiza, na Bélgica. A sua ida para o Reino Unido aconteceu por conta do programa de reprodução, onde eles estão criando um macho para apresentá-la para, assim, produzirem descendentes.

"Aceitamos Abou como parte do programa europeu de reprodução, onde há mais meninos do que meninas", disse Derek Gibson, curador do Exmoor Zoo ao Newsweek. “Então, a ideia é que, se pudermos mantê-la bem e ela prosperar, quando um macho estiver disponível, ele também virá e se juntará a nós no Exmoor Zoo".

E enquanto aguarda o seu parceiro, ela tem se dado muito bem com os novos tratadores, cumprimentando-os com demonstrações de curvar e abrir as asas, um ritual comum de namoro. E por sua vez a equipe está felicíssima em recebê-la na família.

"Houve um grande interesse em Abou - e com razão, ela é magnífica de se ver", disse Derek.

Essa lindeza tem 1,2 metros de altura e pesa 12 quilos, tem uma envergadura de 2,4 metros e um dos maiores e mais incomuns bicos do mundo das aves.

Essas aves, além de serem conhecidas por "bicos-de-sapato" (Shoebill), também são chamadas de cabeças de baleias e vivem nos pântanos, além dos pântanos da África Oriental, onde caçam peixes e pequenos invertebrados.

"A questão é que existem apenas 3.000 a 5.000 bicos-de-sapato deixados na natureza - e isso não é um número grande".

Derek tem esperança de que com a repercussão da história de Abu aumente a conscientização sobre as ameaças que essas espécies estão enfrentando em todo o mundo.

"Estamos falando de uma ave que está muito ameaçada. Devido a práticas agrícolas - como despejar produtos químicos em rios, agricultura intensiva e, claro, mudanças climáticas, os sapatos estão ficando sem lugares para ir".

Gibson revelou alguns fatos interessantes sobre essa espécie. Confira:

  • "Os bicos-de-sapato têm uma das batidas de asas mais lentas de todos os pássaros - marcando, em média, 150 batidas por minuto. Esse número não parece muito, mas um beija-flor pode bater mais de 4.000 vezes por minuto; realmente não é um pássaro que usa muito suas asas.
  • "Eles têm pescoços muito curtos em comparação com a cabeça maciça e o corpo bastante grande.
  • "Eles são pássaros muito eficientes em termos de energia; tudo o que fazem é muito paciente, lento e deliberado."
  • "Eles têm uma expectativa de vida de 35 anos, então nossa Abou ainda é uma adolescente e nós a amamos muito."

Torço para que Aba aceite o futuro parceiro e que juntos consigam procriar e a ajudar a sua espécie.

Veja também o novo vídeo do nosso Jornalzinho: