Logomarca Amo meu PET

Mulher pede demissão após chefe dizer que morte de cão não era motivo para faltar trabalho

Por
em Notícias

No último sábado, 16, uma internauta chamada Hope compartilhou no Reddit a conduta que tomou após o seu chefe não relevar a sua falta no trabalho por conta da morte do seu cão. Sua atitude foi pedir demissão.

A mulher, cujo o nome de usuário do aplicativo é hopechyann compartilhou um print da conversa que teve com o seu gerente e foi elogiada por internautas por tê-lo enfrentado, pois o homem havia dito que a morte do cachorro da família não era o "melhor motivo" para faltar ao trabalho.

Apesar de não haver uma obrigação legal de um empregador oferecer folga após a morte de um bichinho de estimação, seria generoso respeitar o luto, pois sabemos que um pet se torna membro da família e sua perda dói tanto quanto a de um ente querido.

A conversa começa com Hop dizendo ao seu empregador que ela tem uma "emergência familiar" e não vai trabalhar naquela noite.

Seu gerente responde: "Comece a ligar. Você precisa cuidar disso. Qual é a sua emergência [?]".

Hope explica que tentaria conseguir alguém para cobrir seu turno e explica que "nós tivemos que sacrificar nosso cachorro da família ".

O chefe se recusa a aceitar a resposta e diz: "Esse não é o melhor motivo para me dizer que você não vai trabalhar".

Hope então diz ao chefe que está deixando a empresa.

"Ok. Eu também estou entregando minhas duas semanas, mas se você precisar de algo escrito, eu posso fazer isso também", ela termina.

Seu chefe responde com: "Eu vou descobrir hoje à noite."

A publicação recebeu mais 53.000 votos positivos e centenas de comentários apoiando a decisão da mulher e condenando a atitude do gerente.

"Perder um animal de estimação é uma experiência de partir o coração. É absolutamente necessário um período de luto. Esse gerente é uma pessoa horrível", disse alguém.
"Realmente, o que eles esperavam fazer? Julgar a gravidade da emergência familiar?", questionou outro.
"Perder um cachorro é 100% uma emergência familiar no meu livro”.

E você o que acha dessa situação? Deixe nos comentários.

Assista também:

O caso do bebê que se DECLAROU para um cão caramelo e mais notícias no Jornalzinho Amo Meu Pet