Gata ajuda cão cego a se locomover pela casa através do seu miado

Por
em Aqueça o coração

Em 2020, um cão chamado Blaze ficou cego. E Satin, a gata, descobriu uma maneira de conduzir o seu irmão canino pela casa, ajudando-o a não se bater nas coisas e principalmente a não pisar em sua pata. Ficou curioso? Satin ajuda Blaze através do miado.

O cão que é uma cruza de pastor alemão, foi adotado em 2019 pela professora Robin Wagne, 28. A família reside na cidade de Burlington, em Vermont, nos Estados Unidos. E desde a sua adoção - no primeiro check-up - o cãozinho foi diagnosticado com cegueira em um olho e o outro se deterioraria com o tempo.

Os veterinários tinham esperança que com uma cirurgia o cão recuperasse parte da sua visão. Mas infelizmente isso não foi possível, pois no ano seguinte Blaze ficou totalmente cego.

Nos primeiros meses - período de adaptação do cão - Satin sofreu com as pisadas que levava do cão. Na verdade, a gata sempre levava umas pisadas de Blaze, logo que ele chegou na casa e, depois, que ficou totalmente cego, os esbarrões se intensificaram. Porém, ao descobrir como alertá-lo sobre sua presença, os dois são inseparáveis.

'Uma vez que Blaze perdeu totalmente a visão, ela estava sendo muito pisada', disse Robin Wagne ao Mirror.Co.

E essa amizade floresceu porque o cão ficou antissocial, após a cegueira. Tornando-se muito ansioso e reativo. Blaze precisou trabalhar sua confiança com treinadores. Mas foi com a gatinha que a vontade de viver voltou a brilhar nos seus olhos.

“Satin gosta de se esfregar nas pernas longas dele, assim como um gato faz contra uma mesa ou cadeira", contou.

Robin percebeu que a interação deles foi mudando gradativamente. Pois quando Satin estava deitada na cama da tutora e Blaze pulava para se acomodar ali também, logo a gata saltava para outro lado, a fim de evitar um esbarrão. Contudo, certo dia, a jovem percebeu que a gatinha não mais fugia e, sim, miava, quando via que o cão estava se aproximando. E, por sua vez, o cão parava e caminhava ao redor dela.

A gata percebeu que se o miado funcionava na hora que os dois iam se acomodar na cama de Robin, também funcionaria em outros lugares da casa. E, assim, não importa onde esteja, a gata sempre mia quando o cão se aproxima a fim de avisá-lo que ela está por perto.

“Toda vez que ele estava andando em direção a ela, ela miava. 'Ela miava, e ele parava e se redirecionava".

A professora acredita que essa comunicação fez com que Blaze se tornasse menos sozinho.“Acho que Blaze ficando cego fez com que Satin e Blaze se aproximassem", contou a jovem.

Confira:

Que bom que Blaze encontrou em Satin uma amiga para apoiá-lo nesse período difícil.

Assista também:

10 animais de estimação que meteram o loko por aí | Vídeos engraçados