Família adota criança e cachorro exatamente no mesmo dia

Jessica Banzhof foi a um abrigo fazer uma doação de rações para cachorro quando avistou Cupid.

O pit bull tigrado usava um pequeno suéter em volta do corpo e parecia tão adorável que ela não resistiu em se aproximar dele.

“Eu perguntei [ao dono] se poderia acariciá-lo e então percebi que ele não era realmente seu cachorro”, disse Jessica ao portal The Dodo. “Eu acho que foi obra do destino eu ter o conhecido.”

Cupid estava na loja de animais graças ao Dogs on the Town (Cachorros na Cidade, em tradução livre), um programa iniciado pela ONG Lucas Canine Care and Control em Ohio, nos EUA, para auxiliar cães de abrigo a serem notados pela comunidade e assim, adotados.

Jessica imediatamente mandou uma mensagem ao marido: “Eu disse: ‘Conheci um cachorro incrível e quero adotá-lo. Ele é tão doce, amigável e calmo… Quero levá-lo para casa!'”

“Meus filhos estavam implorando por um cachorro”, acrescentou ela. “Quando vi Cupid, pensei: ‘Ele é perfeito'”.

Na época, a família Banzhof já estava em processo de adicionar outro membro à casa, Gabe, um garoto de 10 anos, em vias de ser adotado.

Nesse meio-tempo, Jessica levou o marido para conhecer Cupid, e como esperado, o filhote se deu muito bem com o homem – e depois, com os três cãezinhos que já moravam na casa dela. Jessica então solicitou a adoção do pit bull.

Uma semana depois, o tribunal de justiça autorizou a adoção de Gabe, e o casal Banzhof foi à côrte buscar o garoto. Ninguém esperava que aquele momento fosse tão tocante.

“O juiz perguntou ao meu filho: ‘É isso que você quer?’ E ele disse: ‘Absolutamente sim’, disse Jessica. “Então ele perguntou ‘por quê?’, ao que o garoto respondeu: ‘Porque eu gosto muito dessas pessoas e realmente quero pertencer oficialmente a uma família que realmente me queira, me ame e me aceite. Quero fazer parte dela e estou pronto para o meu sobrenome combinar com o deles.’”

Depois de finalizar a adoção de Gabe, a família saiu para uma refeição de comemoração. Jessica não queria que a diversão acabasse, então deixou o filho escolher a próxima atividade: “Eu perguntei ao meu filho: ‘Bem, não podemos parar de comemorar, então o que você quer fazer a seguir?’ e ele disse: ‘Vamos pegar meu cachorro’”.

Quando chegaram ao abrigo, Cupid ficou extremamente eufórico. Gabe disse que aquele dia era um “dia de adoção dupla!”. “Foi o melhor dia de todos,” disse Jessica.

Cupid e Gabe posaram orgulhosamente com seus certificados de adoção. E assim, a família cresceu – e depois cresceu um pouco mais. Cupid não perdeu tempo em se instalar em sua nova casa. Ele gosta de brincar com seus irmãos, correr no quintal e se aconchegar no sofá.

“Cupid, apesar de ser enorme, ainda é um filhote – um filhote surpreendentemente comportado”, disse Jessica.

Depois de apenas uma semana juntos, há uma nova rotina na casa – e os Banzhofs não poderiam estar mais felizes.

“Somos uma família. Somos um todo. E então, com Gabe, com Cupid, nos sentimos completos, finalmente.”

Fonte: The Dodo

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários