Cãozinho inconsolável presta última condolência ao seu dono que faleceu

No início deste mês, amigos e familiares se reuniram para oferecer suas últimas condolências para Bill Schiller antes de seu enterro.

Mas eles não eram os únicos de luto. Assim também foi o querido cachorro que Bill deixou para trás.

Chamado de Chief, ele fora adotado por Bill há cinco anos, e até a sua morte, a dupla foi inseparável. A namorada do rapaz, Anne Marie Sibthorp, pôde sentir a profundidade dessa amizade em primeira mão.

“Eles eram muito unidos, verdadeiramente inseparáveis”, disse Anne.

Naturalmente, quando chegou o momento do funeral de Bill, fazia total sentido que Chief fosse convidado também – embora ninguém pudesse imaginar o quão ternamente o cachorro expressaria seu último adeus a seu velho melhor amigo.

“Ele esticou o pescoço o máximo que pôde, e deu a Bill uma pequena lambida em sua orelha”, disse Anne. “E então deitou a cabeça sobre o rosto dele e ficou ali por um tempo.”

Abaixo uma foto do tocante momento, tirada pela neta de Anne, Nina:

Entre os que se comoveram com o tocante momento estava Sam James, dono da funerária onde a cerimônia aconteceu. Para ele, quem acha que os animais não possuem sentimentos, são verdadeiros “acéfalos”. “Os cães também ficam de coração partido quando um ente querido se vai”.

“Fazemos o que podemos para cuidar de nossas famílias, e isso inclui os membros de quatro patas”, disse James ao portal The Dodo. “A despedida quando alguém falece é muito importante, e não temos problemas em permitir que os animais venham a visitações privadas para permitir-lhes isto.”

Com o tempo, o coração de Chief começará a se curar – graças, em grande parte, a ele ter sido incluído no processo de luto junto com os outros entes queridos que Bill deixou para trás.

“Ele precisava se despedir de seu pai”, disse Anne. “E isso foi muito importante”.

Fonte: The Dodo

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários