Gatinha decide levar seus brinquedos com ela durante suas pequenas aventuras

Conheça Pixie, uma linda e animada gatinha malha de 12 anos que vive no Reino Unido com sua mãe, Beth Wilson.

Pixie é conhecida por ser bastante receptiva com os seres humanos e especialmente carinhosa com objetos inanimados, como seus brinquedos preferidos.

Curiosa como todos os gatos são por natureza, Pixie gosta de explorar. Dentro ou fora de casa, ela está sempre de olhos arregalados, atenta e interessada no que está por vir na próxima esquina da vizinhança.

E parece que a gatinha quer contaminar seus muitos brinquedos de pelúcia com seu espírito aventureiro.

Por exemplo, se Pixie gosta de se deitar de costas no jardim, ela coloca seu brinquedo na mesma posição, para que eles deitem e aproveitem o momento juntos.

Em outros momentos, quando Pixie está procurando algo um pouco mais emocionante do que ficar deitada de barriga pra cima, também traz um de seus brinquedos – seja um pequeno leão, um tigre ou um gatinho de pelúcia que se pareça com ela.

“Se ela percebe que eu estou olhando, ela para e coloca o brinquedo no chão”, disse Beth, sua mãe, ao portal The Dodo.

Às vezes Beth consegue tirar uma foto antes que Pixie perceba.

“No verão, ela gosta de levá-los ao jardim”, relata. “Às vezes, ela apenas os leva para uma ‘turnê’ pelo bairro e depois volta para casa. Outras vezes, eles são deixados na estufa. Se eu colocar um pano no gramado para me sentar, ela colocará seus brinquedos nele.”

Quando chega o inverno, as coisas não mudam. Pixie, sempre hiperativa, brinca com o mesmo afinco de sempre. “No inverno ela troca as ruas pelos quartos da casa. Brinca em todos eles ao longo do dia.”

Uma vez por semana, uma faxineira vai até à casa de Beth fazer a limpeza. Consciente, Pixie recolhe seus brinquedos e os coloca na caixa de pelúcia.

“Ela guarda todos os brinquedos sozinha, como se quisesse ajudar a faxineira. Após a limpeza, ela retira as pelúcias da caixa e as espalha pela casa de novo.”

As aventuras de Pixie, seu bom humor e senso de divertimento realmente impactam positivamente nas pessoas ao seu redor.

“Eu a adotei quando ela nasceu”, diz Beth. “Ela mudou totalmente minha vida… Cuida de mim quando me sinto mal e sempre dá um jeito de me animar.”

Certamente seus brinquedos se sentiriam da mesma maneira, se pudessem.

Fonte: The Dodo

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários