Falta de respeito: passageiros de metrô não cedem cadeira à jovem cego e seu labrador-guia

Um rapaz cego foi obrigado a ficar de pé com seu cão-guia durante toda uma viagem de metrô devido aos passageiros se recusarem a ceder seus assentos, preferenciais ou não.

Jonathan Attenborough embarcou em um trem de serviço da ScotRail de Edimburgo para Perth (Reino Unido) na última terça-feira (12) por volta das 16h40. Ele se dirigiu até os assentos preferenciais quando se deu conta de que estavam ocupados.

Apesar de se manifestar e perguntar se havia algum assento disponível, Jonathan disse que não obteve qualquer resposta de ninguém.

Levando o caso até sua conta do Twitter, Jonathan afirmou: “Assistência inaceitável para os passageiros da @ScotRail ao deixar eu e meu cão-guia na porta do trem.

“Eu perguntei várias vezes se havia quaisquer lugares vagos e nem um passageiro respondeu. Isso não me traz muita fé na humanidade.”

Um membro da equipe de mídia da empresa ScotRail respondeu ao tweet pedindo desculpas pela situação de Jonathan, escrevendo: “Olá Jonathan, eu queria entrar em contato com você para saber mais detalhes sobre sua situação na terça-feira passada.”

“Busquei orientação para seu caso junto do nosso gerente de acesso e inclusão e também retornei o caso para a estação e equipes de bordo. Você deveria ter sido auxiliado até um assento adequado e lamento que isso não tenha acontecido”.

“É decepcionante que nenhum passageiro tenha respondido quando você chamou, mas em primeiro lugar, você não deveria ter sido colocado sequer nessa posição.”

Jonathan aceitou o pedido de desculpas, mas acrescentou que toda a experiência havia sido “desconfortável e perturbadora”.

Seu post foi recebido com inúmeros comentários de apoio, enquanto outros atacaram a companhia ferroviária e os passageiros que não se manifestaram, provavelmente por estarem errados (não é raro que uma pessoa jovem e saudável se recuse a ceder um assento preferencial, seja para idosos ou pessoas com deficiência).

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: The Sun UK

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários