Bondade infantil: todas as manhãs, criança ajuda 'Bambi' cego a se alimentar e viraliza

No caminho matinal para a escola, como faz todos os dias, um menino de 10 anos encontrou um cervo procurando por comida em um dos latões de lixo espalhados pelo bairro.

Ele logo percebeu que o bichinho era cego, haja visto que, ao se aproximar, notou que o cervo não sentiu sua presença.

Sensibilizado pela situação do animal, o menino lhe deu comida, água e desejou boa sorte.

No entanto, surpreendentemente, na manhã seguinte, o cervo estava lá novamente, procurando comida.

E assim, todos os dias, eles passaram a se encontrar na rua.

Essa história viralizou graças a um usuário da rede social Reddit, o internauta @Bluecollarclassicist.

Segundo ele, o cervo vivia em uma área florestal próxima ao bairro onde o garoto (cujo nome não foi identificado) mora, em Illinois (EUA).

O cotidiano de um animal cego é desafiador por si só, especialmente se ele vive próximo a áreas urbanas, onde estão sujeitos a atropelamentos e maus-tratos. Muitos animais com essa deficiência são incapazes de encontrar alimento e morrem de fome.

Felizmente, esse não é o caso. Após conhecer o garotinho, o cervo ganhou um verdadeiro companheiro, que lhe ajudava a se alimentar, além de guiá-lo de uma calçada para outra.

Uma ONG de bem-estar animal em Illinois se ofereceu para abrigar o cervo em um santuário da vida selvagem, onde ele viveria em segurança, longe dos riscos das ruas.

O menino acabou acatando a ideia após ser aconselhado pela mãe.

A ONG encaminhou um trailer para buscar o animal. No dia da despedida, metade da vizinhança, que a essa altura já sabia de toda a história, acompanhou o resgate ao lado do menino e sua mãe.

Esse menino é um lindo exemplo de compaixão e empatia, que não tratou com indiferença as necessidades de um animal precisando de ajuda. Mais um exemplo de como as crianças têm muito a ensinar para os adultos!

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: Histórias Com Valor

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários